Chita de porcelana II

A chita surgiu na Índia medieval e conquistou europeus. Atravessou os mares e a alegria de suas cores e estampas contagiou a alma brasileira. As chitas vestiram de escravos a tropicalistas; de quadrilhas juninas a personagens da literatura, teatro, novela e cinema. Está tão enraizada na nossa cultura que, em 2005, ganhou até um livro (Que chita Bacana, de Renata Mellão e Renato Imbroisi) pra contar sua história.

Caneca de porcelana branca, pintada à mão, do Programa Jovem artesão-PE

R$ 38 – peça única (Para saber o valor do frete envie CEP para babeldasartes@gmail.com)

O programa Jovem Artesão teve início em 2004 no Museu do Homem do Nordeste, em Recife. Seu objetivo é ampliar o acesso à produção cultural para toda uma geração de jovens. Atende 50 jovens, entre 16 e 21 anos, que desenvolvem habilidades em oficinas de desenho, pintura, papel reciclado, aulas de passeio e de patrimônio e identidade cultural. A proposta do Programa é abrir um núcleo por ano, por enquanto são três.

About these ads

Uma resposta para “Chita de porcelana II

  1. Pingback: Chita encanta e conquista a produtora cultural « Babel das Artes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s