Arquivo da categoria: Paraíba

Reportagem sobre comércio eletrônico destaca loja Babel das Artes

Reportagem é de Thadeu Rodrigues e Fotos de Dayse Euzébio

Babel das Artes começou vendendo pelo blog. Com o aumento da demanda, logo criou a loja virtual

Em extensa reportagem no caderno de Economia, o jornal Correio da Paraíba destacou na edição de hoje a loja de arte, artesanato e design Babel das Artes entre outros vários segmentos que atuam no comércio eletrônico e que vêm alcançando bons resultados.

Conforme explica a matéria, a iniciativa de atuar na internet surgiu com o blog Babel das Artes para atender interessados em produtos feitos à mão. A motivação veio dos próprios clientes que visitavam a loja 3 no Mercado de Artesanato, ponto turístico em João Pessoa/PB.

O blog tem como meta disseminar informações sobre arte e cultura e disseminar o conceito da loja que, na verdade, já era percebido pelos clientes graças ao seu acervo de peças exclusivas e pelo atendimento diferenciado.

Assim, diante da receptividade do blog (ganhamos até o prêmio Top Blog na categoria Cultura, saiba mais aqui) investimos mais fortemente na loja virtual. A loja virtual Babel das Artes é mais focada em acessórios de moda handmade. Já as peças de arte e obras assinadas são procuradas via blog ou por e-mail.

Artesanato e gastronomia da Paraíba em mostra no Rio de Janeiro

Em abril os cariocas vão conhecer um pouco mais sobre a cultura paraibana no evento “Rio Mostra Paraíba” que será realizado no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro – CRAB. A Paraíba levará 15 tipologias do artesanato do estado, além da gastronomia, representada pela cocada, cachaça e a rapadura e show de humor de Jessier Quirino e a música do Clã Brasil.

Para convidar os cariocas a conhecerem a cultura da Paraíba, durante o dia 3 o carrinho PB Pop estará divulgando o evento na  Feira de Antiguidades, no bairro da Lapa.

O CRAB fica na Praça Tiradentes, no coração do Rio de Janeiro. São três casarões. Alguns ainda em reforma.

O evento é uma parceria do Sebrae Paraíba, Sebrae Rio de Janeiro e Governo do Estado

Pontos turísticos da Paraíba dão nome a ruas de conjunto residencial

Em Gramame, acaba de ser aprovado o Projeto de Lei que denomina as 13 ruas do Conjunto residencial Parque Sul I, em Gramame, litoral sul de João Pessoa, com nomes de pontos turísticos da Paraíba. Os nomes foram escolhidos em uma assembléia em 26 de setembro com a participação de moradores da comunidade.

Estes foram os aprovados pela Câmara Municipal: Rua 01 – Igreja de São Francisco; Rua 02 – Cristo Rei; Rua 03 – Farol do Cabo Branco; Rua 04 – Memorial de Frei Damião; Rua 05 – Estação Ciência; Rua 06 – Pico do Jabre; Rua 07 – Vale dos Dinossauros; Rua 08 – Serra do Jatobá; Rua 09 – Pedra de Ingá; Rua 10 – Forte de Santa Catarina; Rua 11 – Pôr-do-sol do Jacaré; Rua 12 – Porto do Capim; e Rua 13 – Cachoeira do Roncador.

Alguns destes pontos ficam em  João Pessoa, outros nas proximidades, mas tem lugares também bem distantes da capital, mas que vale uma escapada.

Farol do Cabo Branco, em João Pessoa, PB

O Farol do Cabo Branco, construído em 1972, é um dos pontos mais visitados de João Pessoa. Está entre a praia do Cabo Branco e a praia do Seixas. O projeto de Pedro Abraão Dieb reverencia uma planta de sisal – por anos a vedete da economia paraibana.

Igreja São Francisco, João Pessoa, PB

O Conjunto São Francisco (1770) é um dos mais importantes complexos barrocos do país e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan. É composto pela Igreja São Francisco e também pelo Convento de Santo Antônio. A obra possui motivos portugueses e orientais, incluindo talhas de madeira e azulejos azuis que contam a paixão de Cristo.

Teatro Santa Roza, em João Pessoa, faz 120 anos

teatro_sta_roza-joao-pessoa

O teatro centenário tem estilo neoclássico, com influência greco-romana

O Teatro Santa Roza, que levou 37 anos para ser construído (1852 a 1889) comemorou 120 anos no último dia 3 de novembro.  Além de servir de palco para as companhias de artes cênicas, concertos, recitais e artistas de renome que ali se apresentaram, funcionou também como cine-teatro, de 1911 a 1941, e já abrigou até a Assembléia Legislativa do Estado, entre 1929 e 30.

O teatro tem estilo arquitetônico neoclássico, com influência greco-romana, possuindo colunas gregas com seus capitéis, na fachada, e esquadrias em arco pleno. Ao longo de sua história sofreu reformas que não chegaram a descaracterizá-lo, como a de 1917, no governo Camilo de Holanda, a de 1955/56, no governo José Américo, a de 1971, no governo Ernani Sátyro, e as reformas de 1979 e 1989/91, empreendidas, respectivamente, na primeira e segunda administração Tarcísio Burity. O Teatro Santa Roza é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Theatro_Santa_Roza_joao-pessoa-pb

O Teatro Santa Roza levou 37 anos para ser construído, de 1852 a 1889

Em novembro, o palco do teatro receberá eventos em comemoração. A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) programou uma série de apresentações culturais, com espetáculos de teatro, dança e música.

Confira a programação.

dia 4, quarta-feira
17h Aula Pública de Balé Clássico Praça Pedro Américo
18h Grupo Folclórico do SESC Praça Pedro Américo
20h O Romance do Conquistador Palco
21h Show de Encerramento com Maria Juliana e Michel Costa Bar dos Artistas

dia 10, terça-feira
17h Aula Pública de Hip-Hop Praça Pedro Américo
18h Maria Luiza Pires Palco
18h30 Enquanto o Tempo Chega Palco
19h A Farsa do Poder Palco
20h Show de Encerramento com Mayra Montenegro no Bar dos Artistas

dia 11, quarta-feira ABERTURA OFICIAL
17h Performance da Trupe Arlequin Praça Pedro Américo
17h30 Lançamento do Livro “Santa Rosa – Um Teatro de 120 Anos”, de Fátima Araújo Teatro
18h Aula Pública de Balé Clássico Praça Pedro Américo
19h Abertura Oficial Palco
20h Beto Brito e Pinto do Acordeom Palco
20h30 Orquestra Sinfônica da Paraíba Palco
21h Renata Arruda Palco
21h30 Orquestra Sinfônica da Paraíba Palco
22h30 Show de Encerramento com Carlos Dowling Bar dos Artistas

dia 12, quinta-feira
17h Aula Pública de Dança Flamenca Praça Pedro Américo
18h Meidifêra Praça Pedro Américo
19h Coro Infantil da Paraíba
Coral da Funesc Palco
20h ESPARRELA Palco
21h Show de Encerramento com DJ INOCÊNCIO Bar dos Artistas

dia 18, quarta-feira
17h Aula Pública de Balé Clássico Praça Pedro Américo
18h Malazarte, Cancão, Trupizupe Praça Pedro Américo
19h Saída Praça Pedro Américo
20h Os Sete Mares de Antônio Palco
21h Show de Encerramento com Flamarion Bar dos Artistas

Assessoria de Imprensa da Funesc Fotos: Iphan

Boqueirão, no Cariri paraibano, é destaque no IG

boqueirao_paraiba_turismo-caririBoqueirão, a “Cidade das Águas”, localizado no cariri paraibano ganhou destaque no portal IG este fim de semana na editoria Turismo.

A reportagem destaca o principal cartão postal da cidade: o açude e as opções de lazer em seu entorno. Além do açude, a matéria chama a atenção para o Lajedo do Marinho, onde a grande atração são inscrições rupestres e a oportunidade de conhecer o local por meio de trilhas ecológicas. Outro atrativo é o calendário cultural do município com eventos importantes como Balaio Cultural, o Carnaval das Águas, o tradicional São João e a tradicional Cavalgada dos Vaqueiros.

Boqueirão fica a apenas 146 quilômetros de João Pessoa.

Veja matéria completa aqui.

Paraíba registra aumento do fluxo de turistas

De janeiro a agosto deste ano, 198 mil pessoas chegaram à Paraíba através do transporte aéreo. A quantidade é 14,9% superior a que foi contabilizada no mesmo período do ano passado, segundo a estatal Empresa Paraibana de Turismo (PBTur). O aumento mais significativo foi no mês de agosto onde os aeroportos paraibanos tiveram um incremento de 54% em relação ao mesmo período de 2008.

A partir do próximo mês, o fluxo de turistas deve aumentar. E a tendência deve permanecer até o final de 2010. A estimativa é de que mais de 800 mil pessoas visitem o Estado até o final do próximo ano. No entanto, boa parte dessas pessoas irá desembarcar entre os meses de novembro e fevereiro, considerado período da alta temporada.

Para Museu, cemitério é patrimônio histórico e cultural

A palavra cemitério vem do latim coemiterium e significa “lugar onde se dorme” e pode ser entendido como um sítio arqueológico, sendo os jazigos considerados como artefatos e, nessa condição, reunindo uma série de atributos. No Brasil, por exemplo, pode servir para a verificação de mudanças ocorridas nas formas de representação da morte na passagem entre o período imperial escravista e a república progressivamente capitalista, segundo o Museu de Arte Sacra.

Por isso, vale a pena ir ao site e consultar um glossário peculiar sobre o assunto, e descobrir que, apesar de parecer óbvio, túmulo (do latim tumulus) é um monumento elevado em memória de alguém, no lugar onde ele está sepultado, e que pode ser evidenciado com construção de pedra, em forma de cone ou simples monte de terra sobre as sepulturas. Já a lápide, (do latin pierre sepulcrale) é a laje ou a pedra que cobre o túmulo. Serve para separar o mundo de cima do de baixo.

Em suma, todo mundo pode ter um túmulo, mas nem toda pessoa que morre garante uma lápide. O “aqui jaz” ainda é luxo em alguns cemitérios. O que está em frente da histórica Igreja da Guia, em Lucena, PB, tem mostras disso. Veja as fotos tiradas no dia 25 de outubro de 2009. Triste também é não encontrar no site da Prefeitura qualquer referência histórica ao cemitério — que poderia ser considerado Patrimônio Histórico já que o local serviu de observatório para evitar a invasão de holandeses… Imagine conhecer as histórias dos heróicos personagens que estão “dormindo” por ali.

igreja-cemiterio-lucena

A igreja de Nossa Senhora da Guia, construída no século XVI por Padres Carmelitas é uma das mais antigas do país. Está num dos pontos mais altos da cidade litorânea de Lucena, a cerca de 30 Km de João Pessoa. O estilo é o barroco tropical com fachada esculpida em pedra calcária, fazendo referências a algumas frutas locais.

cemiterio-igreja-da-guia-lucena-pb

mirante-igreja-guia-lucena-pb

A igreja e o cemitério estão no lugar mais alto de Lucena, litoral norte da Paraíba.

Fotos: Sandra Vasconcelos