Artista do Brasil é destaque em Londres

Até 11 de janeiro de 2009, o britânico Tate Modern — museu de arte moderna e contempônea — apresenta uma grande retrospectiva do artista plástico brasileiro Cildo Meireles. Um dos mais destacados representantes latino-americanos da arte conceitual, Meireles brinca em suas instalações com todo tipo de escalas em uma tentativa de subverter continuamente nossa percepção da realidade.

Sua menor obra se chama “Cruzeiro do Sul” (foto), uma escultura, que consiste em um cubo de 9 milímetros, sendo metade de madeira de carvalho e a outra de pinheiro. Ela simboliza a cosmogonia (termo que abrange as diversas lendas e teorias sobre as origens do universo) dos habitantes primitivos da América, pois o atrito dessas duas madeiras produz fogo, a origem do mundo. Essa obra fica no chão de um quarto totalmente vazio iluminada apenas por uma fonte de luz que incide diretamente sobre ela. Já outras instalações são, pelo contrário, monumentais, como “Babel”, uma torre de aparelhos de rádio de vários modelos, tamanhos e épocas, todos eles sintonizados em estações diferentes, produzindo um som sem sentido.

Fonte: Yahoo Brasil! Notícias
Foto de Wilton Montenegro, cortesia do artista © Cildo Meireles

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s