100 anos de Patativa do Assaré

Em dezembro já tem início, no Ceará, as homenagens ao centenário de nascimento do poeta Patativa do Assaré – celebrado em 5 de março de 2009. O evento que acontece nos dias 18 e 19 de dezembro, no Dragão do Mar, contará com a presença do secretário de Cultura do Ceará, Auto Filho, do professor BC Neto, e representantes da família da família do poeta e do município de Assaré. A ação é promovida pelo Instituto da Cidade, em parceria com os Correios. O objetivo é possibilitar o encontro de diversos grupos artísticos e lançar o projeto “Amigos do Patativa”, que visa arrecadar fundos para a restauração da casa do poeta cearense.

Antônio Gonçalves da Silva, o Patativa do Assaré
images1Segundo filho de uma família pobre de agricultores de subsistência, freqüentou a escola por apenas quatro meses, em 1921, mas desde então vem “lidando com as letras”, como ele mesmo afirmou. Atuava como versejador em festas, e quando comprou uma viola, deu-se início à atividade de compositor, cantor e improvisador. Seu primeiro poema publicado no Correio do Ceará se seu em 1926 e seu primeiro livro, Inspiração Nordestina, trinta anos depois, em 1956, seria lançado. Em 1978 publicou o livro Cante Lá que Eu Canto Cá, e em 1979 iniciou, com Poemas e Canções, a gravação de uma série de discos, entre os quais se destacam Canto Nordestino (1989) e 88 Anos de Poesia (1997). O apelido de Patativa do Assaré lhe foi dado por analogia com a mais canora ave da região do Cariri. Seus dotes poéticos revelaram-se precocemente e, ainda criança, Patativa do Assaré já fazia versos de gracejos para os camponeses e poema satíricos de forte conteúdo social. Ele morreu em 08 de julho de 2002, aos 93 anos.

Como narrador do progresso nos meios de comunicação expôs em “Presente Disagradável” suas convicções autênticas, sobre o aparelho de televisão:

“Toda vez que eu ligo ele

No chafurdo das novela

Vejo logo os papo é feio

Vejo o maior tumaré

Com a briga das mulhé

Querendo os marido alheio

Do que adianta ter fama?

Ter curso de Faculdade?

Mode apresentar programa

Com tanta imoralidade !”

Projeto Patativa em todos os Pontos – Centenário de Patativa do Assaré
Datas: 18 de dezembro (a partir das 18h, com a abertura oficial às 19 horas) e 19 de Dezembro, a partir das 8h (com credenciamento).
Local: Centro Cultural Dragão do Mar
Acesso e Programação: gratuito. Informações: (85) 3253.3441/ 88509531

2 Respostas para “100 anos de Patativa do Assaré

  1. Todo brasileiro deve sentir muito orgulho de ter um dia nascido por estas bandas de cá um cabra com tamanha desenvoltura e sapiência divina como a do Patativa. Ano centenário que deve ser festejado aos quatro cantos do país.
    Obrigado Mestre Patativa do Assaré por ter dado 100 anos de sua graça pelo mundo da Poesia coletiva.

  2. FOI O MAIOR POETA POPULAR DO BRASIL
    Sou um dos grandes fãs do maior poeta popular do Brasil. Foram trinta anos de amizade. Não só o Brasil deve comemorar esta data e, sim, a França e a Inglaterra por ter sido estudado em suas Universidades.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s