Artesãos elevam renda e economia local

A atividade do artesanato é grande demandante de mão-de-obra, constituindo-se em uma alternativa para a geração de postos de trabalho. Nos últimos anos este setor movimentou cerca de R$ 30 bilhões, contribuindo com 2,8% do PIB. O índice equivale à participação da indústria automobilística e supera os setores tradicionais como vestuário (2,7%), bebidas (1%), farmacêutico (1%), mobiliário (1%), papel e papelão (2%) e higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (1%).

A importância do artesanato inclui sua função econômica (geração de ocupação e renda) e social (inclusão social e fixação das famílias nos seus locais de origem), mas sobretudo cultural, mantendo viva e fortalecendo as tradições locais.

Segundo o SEBRAE, Pernambuco, com toda sua diversidade cultural, é um dos maiores produtores de artesanato do país, sendo inclusive considerado um centro formador e disseminador da cultura regional, nordestina e brasileira. A cadeia produtiva do artesanato pernambucano envolve desde fornecedores de matéria prima e insumos, artesãos e comerciantes, até arquitetos, historiadores, e produtores culturais.

Em todo o estado existem pólos que trabalham a cultura popular pernambucana, destacando-se o Centro do Artesanato de Pernambuco, em Bezerros, e o Alto do Moura, em Caruaru, esse considerado o maior Centro da Arte Figurativa da América Latina.

Fonte: Sebrae Nacional

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s