Oziel Coutinho botou o Agreste nas galerias de arte

boneca-de-madeira-oziel-coutinho

Escultura de gente — O artista popular paraibano Oziel Coutinho era conhecido por aqui por seus móveis rústicos. No entanto, ganhou notoriedade em 2005, com uma escultura de mulher (foto) que abriu a exposição A Chita na Moda em São Paulo e na Galerie Lafayette, em Paris. Hoje está catalogado no Museu ACasa e tem peças em várias galerias do país. O ano passado ganhou lugar de destaque na Fenearte, em Recife/PE.

Escultura de bicho — É possível que Oziel nunca tenha lido Graciliano Ramos, mas a simplicidade e o realismo do cachorro manso esculpido por ele (foto abaixo) fazem resgatar na memória uma cena relatada em Vidas Secas:

Fabiano deu estalos com os dedos. A cachorra Baleia,
aos saltos, veio lamber-lhe as mãos grossas e cabeludas.
Fabiano recebeu a carícia, enterneceu-se.
— Você é um bicho, Baleia.

Escultura de Oziel representa realidade do Agreste

O artista popular Oziel Coutinho representa em suas obras a realidade do Agreste. Escultura do cachorro a gente chama de "Baleia", em referência a Vidas Secas.

O animalzinho de Oziel Coutinho é feito de tronco de mulungu. No acabamento, apenas pó de madeira, cola branca, tinta fosca e um leve desgaste com a lixa. As orelhas são de couro.

Para saber o custo do frete envie e-mail para babeldasartes@gmail.com

Uma resposta para “Oziel Coutinho botou o Agreste nas galerias de arte

  1. Pingback: Diretor da TV Canal Brasil visita Babel das Artes « Babel das Artes

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s