Cadê a Pet que estava aqui? Foi reciclada e virou mochila

pet-eduardo-srur

pet-eduardo-srur1

Há um ano, 20 garrafas infláveis gigantes estavam na margens do rio Tietê, em São Paulo. Era o alerta do artista Eduardo Srur para o problema do lixo nos rios da cidade. Após a exposição, as garrafas foram higienizadas e viraram matéria-prima para as artesãs da Associação Comunitária Despertar, que transformaram o material em 2500 mochilas, nas cores verde, laranja, vermelho e azul.

Mochilas de garrafa pet

Mochilas de garrafa pet

Desenhadas pelo estilista Jum Nakao, as peças foram confeccionadas com o apoio da ONG Design Possível. O Itaú Cultural comprou a produção e distribuiu para as crianças de 20 escolas públicas, além de entidades e parceiros do projeto que haviam visitado a exposição.

Fonte: planetasustentável

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s