Mandioca e coco geram plástico biodegradável

fibras-plastico-biodeagradavelDois ícones na cultura alimentar nordestina podem contribuir com a eliminação do plástico, considerado arquiinimigo da natureza. Uma pesquisa da Universidade Federal de de São Carlos -UFSCar, em São Paulo, desenvolveu um plástico com um composto que pode ser formado com fibras vegetais de casca de mandioca em pó ou fibras de coco e que, associadas a um poliéster biodeagradável, gerou um plástico resistente.  O produto, por enquanto, foi destinado apenas à substituição de tubos utilizados em mudas de reflorestamento, mas apresentou uma grande vantagem sobre o plástico convencional, porque não agride o meio-ambiente, já que sua decomposição gera água, CO2 e biomassa.

O NRPP –Núcleo de Reologia e Processamento de Polímeros, do  Dema — Departamento de Engenharia de Materiais, da UFSCar trabalhou em parceria com a BASF (produz o poliéster biodegradável) e a Corn Products Brasil (produz o polímero vegetal modificado).

Fonte: revista Globo Rural

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s