Visitamos a mostra de Verger sobre Mestre Vitalino

Vitalino clicado por Verger, 1947

Vitalino clicado por Verger, 1947

Em, 1947, Vitalino Pereira dos Santos (1909-1963) tinha 37 anos quando foi fotografado por Pierre Verger (1902-1996). Na época, Vitalino produzia as peças com a ajuda de seus filhos para vender na Feira de Caruaru. O fotógrafo francês havia acabado de chegar no Brasil e passou seis meses em Pernambuco. A exposição (inédita) tem curadoria do antropólogo Raul Lody e celebra os 100 anos do Mestre.

Ficamos fascinados com o que vimos. Na exposição de Pierre Verger, no Recife, é possível acompanhar o cotidiano de Mestre Vitalino, conhecer seus filhos e conferir a feira de Caruaru, até então tímida. Quem poderia imaginar que Caruaru teria a maior feira livre das Américas e que esta mesma feira seria tombada como patrimônio imaterial 2006 pelo Iphan (2006)?

O bairro do Alto do Moura, onde Vitalino vivia, é considerado pela Unesco o maior centro de arte figurativa do mundo. Ali, naquele pequeno lugarejo, antes de Vitalino, os ceramistas faziam apenas utilitários com o barro. Foi a partir de Vitalino (e de sua visibilidade) que outros artesãos começaram a produzir peças artísticas e lúdicas, representando o cotidiano do agreste.

A mão que trasformou Caruaru em centro de arte figurativa

A mão que trasformou Caruaru em centro de arte figurativa

Vitalino chamava a atenção das crianças

Vitalino chamava a atenção das crianças

O Alto do Moura já abastecia a feira de Caruaru.

O Alto do Moura já abastecia a feira de Caruaru.

Vitalino nunca se considerou artista, mas inspirou vários

Vitalino nunca se considerou artista, mas inspirou vários

Mestre Vitalino tinha fascinação pelos bois

Vitalino tinha fixação pelo boi. Fez muitos deles. Até Pablo Picasso tinha um.

Filhos continuam com a sua obra.

Depois da morte de Vitalino, os filhos, também discípulos, continuaram a fazer arte popular com o barro.

Exposição Arte do barro e o olhar da arte: Vitalino e Verger
Até 30 de agosto no Instituto Cultural Banco Real
Avenida Barão do Rio Branco, Marco Zero, Bairro do Recife
Informações: 3224-1110

Anúncios

3 Respostas para “Visitamos a mostra de Verger sobre Mestre Vitalino

  1. é legal, visse?

  2. Srs.
    O mito mundial ainda continua!…

    Att,
    Vitalino Silva.

  3. Pingback: Artesanato no 23º Festival de Inverno de Garanhuns-PE | Babel das Artes - Artesanato Brasileiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s