Cultura: na Europa, aprovado Fundo Capital Criativo. Vamos copiar?

Em Portugal, o Ministério da Economia e da Inovação e o Ministério da Cultura aprovaram a constituição de um Fundo de Capital de Risco para as Indústrias Criativas e Culturais — o Fundo Capital Criativo (com capital de 22,5 milhões de Euros).

O objectivo é apoiar o aparecimento de novos atores e agentes empresariais nas Indústrias Culturais (cinema, vídeo, livro e disco) tradicionais e nas Artes Performativas ou nas Indústrias Criativas conteúdos de televisão e rádio, arquitectura, design (gráfico, industrial, moda, etc.), artes e antiguidades, software interactivo e de entretenimento, publicidade e outros sectores conexos (por exemplo, turismo, património e memória)

Poderão ser apoiados pelo Fundo Capital Criativo projetos de investimento inovadores em qualquer destas áreas, independentemente da sua fase de desenvolvimento ou estágio de maturidade (incluindo projetos novos, crescimento e expansão, inovação e internacionalização).

A criação do Fundo Capital Criativo é uma orientação da União Européia. É resultado da avaliação de que nos últimos cinco anos o setor tem tido uma relevante contribuição para o desenvolvimento da atividade econômica da Europa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s