Programa para o Desenvolvimento da Cultura – Procult

(re) Lançado na última semana no Rio de Janeiro, o Programa para o Desenvolvimento da Cultura do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES Procult) não é novidade. Segundo a Agência Brasil, ele começou em 2005 com o Pro-Livro, voltado para a produção editorial que, aliás, é o setor da cultura que mais se beneficia das linhas de crédito do banco. 

No ano seguinte, já como Procult, entrou no mercado audiovisual. A diferencial do Procult é que o programa investe na cadeia produtiva financiando a reforma e construção de salas de cinema pelo país. A novidade da proposta do banco é destinar R$ 1 bilhão à atividade cultural, o que inclui a profissionalização da produção cultural.

Especialistas acreditam que as exigências legais do BNDES para conceder financiamentos ajudarão a profissionalizar o setor de produção cultural, hoje acomodado pelo patrocínio. O setor teatral, por exemplo, agora terá que dedicar mais atenção à bilheteria.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s