Dia do Artesão, esta admirável pessoa que mantém viva a cultura brasileira

O Dia do Artesão, comemorado em 19 de março, surgiu como homenagem àqueles que representam a face criativa do povo brasileiro e que impulsionam a economia em suas pequenas comunidades.

Segundo o IBGE, o Brasil tem mais de 8,5 milhões de artesãos. Deste total 87% são mulheres que aprenderam o ofício com a própria família modificando a matéria-prima com técnicas como tecelagem, escultura, modelagem, cerâmica, bordado, pintura, crochê, tricô, entre outros fazeres e saberes transmitidos de geração em geração.

“A execução das técnicas artesanais traz consigo a memória do cotidiano (síntese da sabedoria cristalizada no passado e no presente) e o clamor das necessidades básicas, misturados às condições locais, ao estilo e ritmo de vida vividos, à visão de mundo futuro e aos recursos naturais e disponibilidades materiais existentes”. Tião Rocha (Antropólogo e Educador)

Entende-se como artesão aquele que trabalha em série, muitas vezes com ajuda de ferramentas e mecanismos rudimentares. O artesão é a pessoa que faz à mão objetos de uso frequente na comunidade, por isso o seu fazer está centrado no caráter utilitário das peças.

O artesão-artista ou artista popular é aquele que desenvolve em seu trabalho uma coerência temática e um compromisso de criar sempre coisas novas para ir além do já conhecido. Por sua criatividade, originalidade, sensibilidade e perícia o artista popular produz peças impregnadas de estilo. Segundo o texto Artesanato da UFMG, o artista também imprime traços de sua cultura nos objetos que produz. Estudos do  SEBRAE defendem que todo artista deve ser, antes de tudo, um artesão — ou seja, dominar o “saber fazer” de sua área de atuação.

“O artesanato é visto, apreciado e comprado aos pedaços, nas feiras, lojas e exposições, como é também em pedaços que nós conhecemos a vida do bóia-fria, do camponês, do meeiro, do operário, do sem resistência cultural. Pois, quando o povo cria e resiste, a cultura popular é a matéria-prima para criar a vida `à granel´ e a pensá-la como um todo comunitário”. Tião Rocha (Antropólogo e Educador)

O artesanato é um sistema de trabalho do povo e pode ser encontrado em todas as camadas sociais e níveis culturais. O artesanato pode ser denominado indígena, tradicional, de referência cultural, conceitual (urbano ou contemporâneo) e ainda artesanato semi-industrial (conhecido de forma pejorativa como “industrianato”).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s