Arquivo da categoria: Para inspiração

Presos superam desafios com artesanato

A empresa gaúcha Reciclage, sob a liderança de Ricardo Rocha e Maíra Fontoura, tem como modelo de negócio a fabricação e comercialização de produtos feitos em áreas de exclusão social e baixa atividade econômica.

A partir deste conceito, criaram o projeto “Reciclando Vidas”, para a inclusão social de presos através da produção artesanal de sacolas e brindes corporativos.

O projeto vem se consolidando no Instituto Penal de Viamão com 700 detentos em regimes abertos e semi-abertos. As oficinas permanentes são ministradas pela Maíra Fontoura do blog Reciclagem Arte.

Brinde corporativo feito com lata reciclada

Sacolas feitas com jornais e revistas

Empresas Interessados em adquirir os produtos, oferecer matéria-prima ou ser parceiros podem obter mais informações pelo site http://www.reciclage.org ou pelos telefones 9666-2863 e 8440-3333.

Anúncios

Ecodesign: máscara remove a poluição do ar e ainda gera energia

Martina Pagura e Pedro Nakazato Andrade criaram o acessório diante do tema "respostas interativas para as alterações climáticas"

Máscara filtra o ar, devolve oxigênio e a poluição gera energia para alimentar celulares, por exemplo.

Os designers brasileiros Martina Pagura e Pedro Nakazato Andrade criaram em um workshop respostas interativas para as alterações climáticas. A máscara W / Ar filtra o oxigênio removendo o dióxido de carbono que é armazenado em um dispositivo de bateria que depois se converte em eletricidade para alimentar celular ou leitor de música portátil.

A ideia é genial, mas a gente torce para que soluções contra a poluição sejam tomadas antes que a gente precise usar máscaras para respirar, né? Veja mais detalhes no Ecouterre.

Piquenique sustentável: sem isopor, plástico ou alumínio

Imagine aproveitar a hora do almoço para, no lugar de enfrentar as filas do self-service, fazer um piquenique com os colegas do escritório?

Em 2004 a designer Tine de Ruysser desenvolveu com dobraduras o conceito de embalagens com papéis sulfite e até outros de rascunho. Na verdade é apenas uma instalação – um piquenique conceito –, mas a ideia é inspiradora: papel no lugar de isopor, plástico ou alumínio.

Para beber? Que tal cada um levar, além da bebida, a própria xícara?

Alex Flemming: ação pela democratização da arte

Este mês, a instalação da obra “Galileu Galilei” do artista visual Alex Flemming foi parar nos bilhetes da loteria federal. A iniciativa da Caixa Econômica Federal teve como objetivo homenagear o Dia do Artista Plástico, mas o artista visual viu a oportunidade para criar uma ação em prol da democratização da arte.

O brasileiro, radicado em Berlim há 20 anos, que não ganhou nenhum centavo pela cessão da imagem, veio imediatamente para o Brasil para carimbar  tinta acrílica e escrever à mão suas iniciais AF em alguns bilhetes. A ação foi realizada no MAMAM de Recife, no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), do Rio de Janeiro e no Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Em entrevista à revista Época, o artista visual justifica a perfomance: “Quando faço isso, retiro do bilhete sua efemeridade e faço com que ele se torne uma obra de arte. Ao mesmo tempo, dou a chance de qualquer brasileiro ter um objeto artístico instantâneo em suas mãos. Gratuitamente.”
Bacana, Alex. Espero que outros artistas sintam-se inspirados neste sentido: a democratização do acesso a arte.

A instalação de Alex Flemming estampa o bilhete da loteria federal.

Somos perversos e insignificantes. É isso?

Design e reciclagem: decoração de hotel é feita com lacres de latinhas

O Cocoon, na praia de Jaguaribe, em Salvador, BA, apostou na criatividade da comunidade “Costureiras de Latinhas” do Pelourinho e adornou todos os ambientes do hotel com peças decorativas produzidas artesanalmente com lacre de cervejas e refrigerantes.

Os lacres tornam-se agradáveis e suaves ao toque graças à técnica de crochê que une as peças. Assim, tornaram-se revestimentos para sofás, xales para cama, cortinas, tapetes, almofadas, jogos americanos, avental. Até mesmo o cardápio do hotel é revestido com lacres de alumínio que seriam descartados.

Veja mais fotos no site www.hotel-cocoon.com

Colares com bordados de personagens de videogames

A modeladora e artista plástica Holly Stanway criou três medalhões de bronze que trazem um bordado de personagens de jogos da Nintendo da era dos consoles de 16 bits. São os personagens Kirby (de Kirby Dream Land) e uma planta piranha e um Yoshi púrpura, ambos da série Mario Bros. Os colares são feitos à mão e limitados, e cada um custa o equivalente a R$ 118.

Fonte: Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios