Arquivo da categoria: Paraíba

Coleção Regional: bijuterias artesanais com fuxico, fitas, fibras, madeira e miçangas

Colar torçal com miçangas e algodão

Colar torçal com miçangas e algodão


Colar fios de algodão encerado com madeira

Colar fios de algodão encerado com madeira


Colar fuxico jeans, sisal e elos de miçangas

Colar fuxico jeans, sisal e elos de miçangas


Colar fuxico de chita e corrente com murano (vidro)

Colar fuxico de chita e corrente com murano (vidro)


Colar de fitas, cordão de algodão, cristal e strass

Colar de fitas, cordão de algodão, cristal e strass


Colar de fitas une preto e prata

Colar de fitas salpicado de brilho com a cor prata, o cristal e o strass

As bijuterias criadas e produzidas pela designer paraibana Érica Medeiros foram agrupadas por coleções. A Coleção Regional explora o acento nordestino graças a variedade e intensidade de cores. A união de materiais naturais com o brilho dos cristais e do metal refletem a expressão de um Nordeste contemporâneo, alegre e exuberante.

A coleção está à venda em nossa loja virtual. Clique aqui e encomende a sua!

babeldasartes@gmail.com

22 de setembro é o Dia Mundial Sem Carro: sejamos razoáveis, façamos o impossível!

Picture 15Todo mundo vive reclamando do trânsito e temos aí um agravante: nem todo mundo (ainda) tem um carro… mas já que a imensa maioria dos carros leva apenas uma pessoa, imagine se cada um de nós resolvessemos, hoje, comprar um veículo também. Pois é, nós dois da Babel das Artes ainda não temos…

O que está em discussão no Dia Mundial Sem Carro é que o automóvel é um meio de transporte não universalizável, já que seria impensável a existência de um carro por habitante no mundo.

Segundo um dados levantados pelo blog Entrementes, que pesquisou a International Road Federation (IRF) o país mais motorizado do mundo é Luxemburgo: 647 carros para cada 1 mil habitantes. Já no Brasil há 30 milhões de automóveis, o que dá uma média de 160 por mil habitantes (Denatran de 2007), um número que parece razoável, visto assim, de longe. .

Na região metropolitana de São Paulo, a pesquisa Origem e Destino realizada pelo Governo do Estado em 2007, apurou que havia 184 carros particulares para cada mil habitantes. Ou seja, o mercado de automóveis ainda tem muito pra crescer! Reflita: em São Paulo existem ainda 816 pessoas a cada mil habitantes planejando comprar um carro novo nos próximos anos.

Então, é chegada a hora de repensar nossas alternativas de ir e vir. Até porque, como defende o site mountainbikebh, o mais grave é que as viagens de carro degradam a relação dos indivíduos com o espaço público, transformando a rua em um indesejável obstáculo a ser superado no deslocamento de um ponto a outro.

Veja alguns números estarrecedores:

Enquanto a população de João Pessoa passou de 330 mil habitantes para quase 675 mil entre 1981 e 2007; no mesmo período a frota de veículos da Capital aumentou 451,7%. Em toda a Paraíba, a frota de veículos cresceu 245,4%, entre 1990 e 2007. Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), esse foi o quinto maior crescimento registrado do Nordeste e o 14º do País (imagine os que estão em primeiro!). Em cidades como João Pessoa, Campina Grande e Cajazeiras, segundo o Detran, existe um veículo para cada quatro habitantes!!!!

Em São Luís/MA a frota cresceu 559,25% entre 1º de janeiro de 1988 e 1º de agosto deste ano.

Em Curitiba, de 1999 a 2006, o número de veículos aumentou 44,7%. A frota passou de 684.212 para 990.542. Com cerca de 1,8 milhão de habitantes, a média chegou a um veículo para quase dois habitantes em 2006. Atualmente, a capital paranaense já ultrapassou a marca de 1 milhão de veículos.

OS 10 ESTADOS BRASILEIROS COM MAIOR FROTA DE VEÍCULOS

1º. São Paulo – 17.590.270 de veículos
2º. Minas Gerais – 5.719.113
3º. Paraná – 4.367.980
4º. Rio Grande do Sul – 4.132.590
5º. Rio de Janeiro – 3.825.356
6º. Santa Catarina – 2.851.084
7º. Góias – 1.935.265
8º. Bahia – 1.751.763
9º. Pernambuco – 1.368.794
10º. Ceará – 1.287.276

Fonte: Lista 10 / Detran dos estados que mais possuem veículos em circulação até o início do 2º semestre de 2008.

Babel das Artes no Jornal oficial da Paraíba

No dia 15 de setembro, a publicação oficial do Governo do Estado, o jornal A União, deu a notícia na seção Destaque.

babeldasartes-jornal-a-união

Litoral Sul paraibano é destaque no jornal O Globo

Tambaba - praia de naturismo. Foto: Gustavo Alves

Tambaba - praia de naturismo. Foto: Gustavo Alves

A reportagem “Litoral Sul da Paraíba preserva beleza de praias de difícil acesso” foi publicada ontem (10-9) pelo jornalista Gustavo Alves no jornal carioca O Globo. Ele destacou o litoral sul e destacou o adestrador de guaiamuns em Gramame, em João Pessoa, a praia naturista de Tambaba e Coqueirinho “a menos isolada das praias isoladas”, no município do Conde. A Praia Bela, em Pitimbu, já na divisa com Pernambuco, também foi comentada.
Para quem prefere agito, Gustavo indicou a Praia do Jacaré, no Rio Paraíba, litoral norte, em Cabedelo. O lugar parece ter intrigado o jornalista: “…praia que não é praia, batizada com nome de um animal para homenagear uma máquina, e ouvir um solo de saxofone de uma música composta para uma orquestra. São as tais pequenas contradições que tornam a Paraíba um estado nordestino diferente”.

veja matéria completa no jornal O Globo

Em outubro, VII Encontro Brasileiro de Naturismo em Tambaba/PB

Em julho deste ano, a Sociedade Naturista de Tambaba (SONATA), recebeu prêmio “Melhores do Turismo Paraibano” na categoria “Evento Turístico do Ano” por ter realizado em 2008, no litoral Sul, o 31º Congresso Internacional de Naturismo.

O prêmio foi entregue pela Associação Brasileira de Jornalista em Turismo (ABRAJET), secção da Paraíba, por reconhecer que o evento rendeu para o Estado grande espaço na mídia.  Além disso, foi a primeira vez que um país do hemisfério sul conseguiu atrair um congresso naturista internacional.

folder-sonata-naturismo

Em outubro, de 1 a 4, será a vez do VII Encontro Brasileiro de Naturismo. Além de comemorar o prêmio, os naturistas vão festejar a “maioridade” da praia de Tambaba, a 40 quilômetros de João Pessoa, PB. Em 1991 — há 18 anos — uma lei municipal declarou Tambaba a primeira praia oficial de naturismo no Nordeste.

Hoje é aniversário de Jackson do Pandeiro

jackson1Se o artista paraibano estivesse vivo, completaria 90 anos.
Para comemorar a data, a partir de hoje tem início as oficinas de Teatro do projeto “Esquentais Vossos Pandeiros Jacksonianos”, em Alagoa Nova, especialmente para a população habitante na cidade em que nasceu o Rei do Ritmo.

O projeto que inclui oficinas de teatro, artes plásticas e percussão, será encerrado no mês de novembro, com uma festa em duas etapas, primeiro em Alagoa Grande , uma especie de revista carnavalesca, e posteriormente em João Pessoa, onde serão apresentados os resultados dos três meses de oficinas , na sede oficial da Associação Cultural Anjo Azul, localizada no Centro Cultural de Terceiro Setor Thomáz Mindello, tendo a palestra sobre a vida e obra de Jackson do Pandeiro como tema central da noite.

Informações sobre a programação: Trato Produção Cultural. anjoazuldobeco@gmail.com

Marcha paraibana percorre 90 Km

De acordo com o site Pastoral da Terra, a marcha saiu de Campina Grande, no dia 14 de agosto, com destino a João Pessoa, e já percorreu oito municípios, totalizando aproximadamente 90 km. A “Marcha Estadual Contra a Crise: Reforma Agrária Já!”, percorre municípios da Paraíba denunciando a crise, altos preços da energia elétrica, situação dos atingidos pela Barragem de Acauã, discutem a importância da Reforma Agrária e denunciam a violência que os trabalhadores/as sofrem no estado com torturas e homicídios. A mobilização terá o maior tempo de duração em todo o país, de 14 de agosto a 1º de setembro. A Marcha saiu de Guarabira no dia 27 de agosto e deve chegar em João Pessoa no dia 1º de setembro.

Sobre Barragem de AcauãA construção do reservatório em 2002 provocou o deslocamento de aproximadamente 4.500 pessoas, que viviam às margens do Rio Paraíba e que dali tiravam seu sustento. As famílias foram transferidas para conjuntos habitacionais isolados, situados em áreas desérticas e desprovidos das mais elementares condições de vida, onde faltam serviços públicos e, principalmente, meios de os moradores retomarem suas atividades produtivas. Em 2005 o Ministério Público Federal – MPF, propôs ação civil pública contra o Estado da Paraíba. Em 2007 o Conselho Nacional de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH) constatou a situação precária e declarou em relatório que a situação nos assentamentos era grave. Em 2008, uma nova ação civil pública foi ajuizada pelo MPF, com pedido de liminar, contra o estado da Paraíba e a União, por não terem assistido de forma adequada as pessoas desalojadas com a construção da Barragem de Acauã.

Imagem do dia

180 graus de céu e mar + 3 cervejas + 1 caipiroska de frutas + siri mole + moqueca camarão (p/3) + 4 cafés = R$ 153

Almoço na praia de Coqueirinho: 180 graus de céu e mar + 3 cervejas + 1 caipiroska de frutas + siri mole + moqueca camarão (p/3) + 4 cafés = R$ 153

Foto do site gourmetidos

Cachaças da Paraíba entre as 20 melhores do Brasil

A premiada Anísio Santiago/Havana

A premiada Anísio Santiago/Havana

O Ranking foi publicado na edição de agosto da revista Playboy. A paraibana Serra Preta já tinha se consagrado um mês antes com a premiação do Hyatt Chachaça Awards. A Volúpia também ficou entre as cinco melhores. A imbatível e rara cachaça Anísio Santiago/Havana continua em primeiro lugar. (Atenção, a lista é do último para o primeiro lugar)

20 – Rochinha 12 anos – Barra Mansa (RJ)
19 – Serra Preta – Alagoa Nova (PB)
18 – Dona Beja – Araxá (MG)
17 – Weber Haus Reserva Especial – Ivoti (RS)
16 – Sapucaia Velha – Pindamonhangaba (SP)
15 – Santo Grau Coronel Xavier Chaves – Cel. Xavier Chaves (MG)
14 – Tabaroa – Bichinho (MG)
13 – Armazém Vieira Tradicional – Florianópolis (SC)
12 – Armazém Vieira Ônix – Florianópolis (SC)
11 – Nega Fulo – Nova Friburgo (RJ)
10 – Volúpia – Alagoa Grande (PB)
9 – Casa Bucco Ouro – Bento Gonçalves (RS)
8 – Cachaça da Tulha – Mococa (SP)
7 – Maria Isabel – Paraty (RJ)
6 – Canarinha – Salinas (MG)
5 – Magnífica – Vassouras (RJ)
4 – Germana – Nova União (MG)
3 – Claudionor – Januária (MG)
2 – Vale Verde – Betim (MG)

1 – Anísio Santiago/Havana – Salinas (MG)

Saiba mais sobre a cachaça Anísio Santiago, a cachaça que vale mais que dinheiro no site Alambique da Cachaça

Novas pegadas de Dinossauros encontradas no Sertão da Paraíba

Pegadas

Pegadas perto de Santa Helena, Sertão da Paraíba

O bancário aposentado Luiz Carlos da Silva Gomes encontrou gravado em uma rocha (foto) um rastro que pode ser de um pterossauro. Ele encontrou a pegada à margem da rodovia que dá acesso a cidade de Santa Helena, Sertão da Paraíba. Análises de um paleontólogo de São Carlos (SP) de nome não revelado atestou que realmente se trata de uma pegada e que “pelo formato poderia ser de pterossauro”.

Caso venha a se confirmar que seja mesmo rastro de pterossauro, é o primeiro dessa espécie a ser encontrado no Brasil. O pterossauro era um réptil voador que vivia junto com os dinossauros, mas não era um destes. Algumas espécies chegavam a medir oito metros de uma ponta a outra da asa. Fósseis de pterossauro já foram encontrados na Chapada do Araripe, no vizinho Estado do Ceará.

Fonte: Correio da Paraíba.