Arquivo da tag: acessórios

Arrasta-pé com rasteira ecochic de algodão

As rasteiras da coleção de Romero Sousa, da Z-AZ são lindas e superconfortáveis.

As tiras são de algodão colorido da Paraíba certificado pelo Embrapa (já nasce com a cor, sem aditivos ou corantes). A palmilha é de tecido 100% algodão e a impressão em serigrafia com detalhe de xilogravura de cordel é feita com tinta à base de água. O solado de PVC reciclado. Numeração do 34 ao 39.

Veja outros modelos na loja virtual Babel das Artes.

*Ecologicamente e socialmente justo: A marca Z-AZ faz parte do grupo Natural Cotton Color. A cooperativa de moda que baseia toda a sua produção no algodão da Paraíba — especial e único porque já nasce colorido, sem uso de corantes ou aditivos (certificado pelo Embrapa). O plantio e a colheita são organizadas por cooperativas no sertão da Paraíba e ajudam a manter os pequenos agricultores no campo. As rendas produzidas com linha branca, são tingidas com corantes naturais obtidos da casca de caju e de cebola e fazem composição harmoniosa com o algodão de tom rubi. A produção envolve 400 rendeiras organizadas em cinco associações no Cariri Paraibano.

Anúncios

Acessórios de algodão ecológico na Rio à Porter

Os calçados e bolsas de algodão e renda renascença da Comparoni — vendidos na Babel das Artes — estarão na feira de negócios de moda Rio à Porter de 29 de maio a 1 de junho, no Cais do Porto, no Rio de Janeiro. Os acessórios estarão no estande da Natural Cotton Color, grupo que agrega confeccões com algodão biológico da Paraíba (já nasce colorido) certificado pelo Embrapa com o selo de origem e autenticidade.

Sapato renda e algodão da Comparoni.

Maleta com renascença produzida por associação de rendeiras no internior da Paraíba.

Rasteira de renda renascença e algodão: design aliado ao conforto

Renda renascença e algodão colorido foi estrela no Fashion Week RJ, atraindo a atenção da mídia para a marca Comparoni

babeldasartes@gmail.com

Sapatos artesanais de algodão orgânico e renda renascença – design ecofriendly

COM003 Algodão renda no salto

COM004 Algodão renda plataforma

COM012 Rasteira moedas de renda

COM014 Rasteira flor de renascença

COM010 Algodão e detalhes em couro sintético dourado

São vários os designers que defendem o uso da identidade como orientação para o design. Em João Pessoa, PB, Rosangela Comparoni e Romero Sousa seguiram a tendência e acertaram no alvo. Ao unir o algodão colorido da Paraíba com a renda renascença do Cariri Paraibano,  os sapatos desenvolvidas por eles tornaram-se mais do que ítens de uma coleção de acessórios de moda. São exemplo de maturidade do design com identidade local. E mais, as referências ao artesanato brasileiro e o uso de materiais sustentáveis dão relevância diante da urgência global da prática do consumo consciente – neste caso algodão orgânico, o artesanato de comércio justo e os insumos industriais, como o solado, de material reciclado.

A coleção reúne 19 modelos, entre eles um sapato plataforma usado no Fashion Rio em janeiro deste ano.  Na agenda de Rosangela já estão programadas várias feiras e eventos, incluindo o Pret a Porter de Paris, em junho. A coleção é inspirada: tem estilo e prega o conforto — estar à vontade a qualquer hora e em qualquer lugar.

Os sapatos foram desenvolvidos com o algodão da Paraíba que já nasce colorido, sem uso de aditivos ou pesticidas A renda Renascença é uma técnica têxtil com origem italiana. A arte de tecer chegou à Paraíba na década de 1950 e se difundiu de geração em geração. A atividade se concentra hoje na região do Cariri, onde mais de 400 rendeiras estão organizadas em cinco associações. Tradicionalmente tecida com linha branca, nos sapatos as rendas são tingidas com casca de caju ou cebola para uma composição harmoniosa com a malha de algodão de tom rubi.  Alguns modelos tem detalhes em dourado, alinhado com demanda da moda em 2010. O solado e os saltos são de PVC reciclado.

Os calçados ecofriendly são feitos sob encomenda a preços irresistíveis. Veja mais modelos no Catálogo BABEL DAS ARTES. Alguns já estão disponíveis para encomenda na Loja virtual (clique no botão abaixo). Os números vão do 34 ao 39.

babeldasartes@gmail.com

Moda: faça sua cabeça com headbands

Headbands é um dos acessórios mais quentes do verão 2010. São tão versáteis que é difícil resistir. Feito de tecido, fios de algodão ou couro trançado e alguns enfeitados com flores, os headbands se tornaram item de moda básico no guarda-roupa. As celebridades aderiram e os editoriais de moda todos estão falando deles! Em breve, na Babel das Artes.

babeldasartes@gmail.com

Verão 2010: invista na bolsa-carteira de palha estampada

As carteiras da Daniela Castro são disputadas na Babel das Artes. Veja abaixo algumas das estampas mais procuradas. A tiragem é limitada porque a designer trabalha com papel importado. Opções de modelos: alça, aba e simples. Veja todas as estampas em nosso catálogo (clique aqui) e encomende a sua. Ou então confira as carteiras para pronta-entrega na loja virtual (clique aqui).


babeldasartes@gmail.com

Ecodesign de bolsas e acessórios

wallacebarrosbolsafrutaConhecemos o Wallace Barros na Feira de Artesanato Mãos de Minas. A mostra era tão gigantesca que só descobrimos seu trabalho no último dia… Infelizmente, a gente já não tinha mais recursos (nem espaço na bagagem) para arrematar algumas peças para os clientes da Babel das Artes. No entanto, vamos tentar garantir uma remessa  em breve… antes que ele aumente a exportação para a Europa e fique inacessível pra nós, certo?wallacebarrosbolsa

Confira vc mesmo: além do design construtivo das peças (sem costura, somente com encaixes), ele trabalha também dentro do conceito de ecodesign, pois usa apenas câmara de ar de pneus usados, ou seja, resíduo que iria para os lixões. O cara é genial!

wallacebarrosbracelete

http://www.flickr.com/photos/acessorioswallacebarros

PS: Nas horas vagas Wallace dá aulas em faculdades de moda.

Cliente descobre novidades artesanais

Vinda do Maranhão, Amanda (direita) entrou na Babel das Artes e foi direto nos acessórios de escamas de peixe da coleção de Cleide Cunha. Mas ela não decidiu sozinha. A sugestão de Renata, de João Pessoa, que a recebeu na cidade e a levou para passear foi decisiva. Foi Renata quem notou que a loja era nova e quis conferir de perto. Assim, Amanda leva para o seu Estado o brinco de minirosa e o colar Diamantina.

Os acessórios, produzidos com escamas de peixe, são feitos à mão por uma associação de mulheres em Recife, PE.