Arquivo da tag: arte popular

Participe do Salão de Arte Popular e Galeria de Reciclados da XI Fenearte

Inscrições abertas para interessados em participar do Salão de Arte Popular e Galeria de Reciclados da 11ª FENEARTE. A seleção será entre os dias 15 e 16 de junho. Cada artista popular poderá inscrever até três obras ou até três conjuntos de obras, confeccionadas em qualquer material ou técnica, excetuando-se pintura de cavalete.

As obras selecionadas e expostas no Salão de Arte Popular Ana Holanda concorrem a premiações em dinheiro. Haverá ainda o prêmio de júri popular.

Galeria de Reciclados – o tema desta edição é a água. O objetivo é promover a reflexão para o seu uso consciente e noções para evitar a poluição. Serão premiadads três categorias: artesanato, design e arte. Haverá também prêmio de júri popular.

As inscrições para o Salão de Artes Populares e para a Galeria de Reciclados são gratuitas e podem ser feitas até o dia 7 de junho no depósito 2 do Centro de Convenções, das 9h às 17h, em Olinda, PE.  A 11ª FENEARTE será realizada de 02 a 11 de julho, no Centro de Convenções de Pernambuco.

Leia também o nosso novo blog. Clique aqui.

Anúncios

Artesanato e gastronomia da Paraíba em mostra no Rio de Janeiro

Em abril os cariocas vão conhecer um pouco mais sobre a cultura paraibana no evento “Rio Mostra Paraíba” que será realizado no Centro de Referência do Artesanato Brasileiro – CRAB. A Paraíba levará 15 tipologias do artesanato do estado, além da gastronomia, representada pela cocada, cachaça e a rapadura e show de humor de Jessier Quirino e a música do Clã Brasil.

Para convidar os cariocas a conhecerem a cultura da Paraíba, durante o dia 3 o carrinho PB Pop estará divulgando o evento na  Feira de Antiguidades, no bairro da Lapa.

O CRAB fica na Praça Tiradentes, no coração do Rio de Janeiro. São três casarões. Alguns ainda em reforma.

O evento é uma parceria do Sebrae Paraíba, Sebrae Rio de Janeiro e Governo do Estado

Escultura de madeira é retrato da diversidade brasileira

Guariguazi de Lima Tavares é um artista singular. Ele faz totens que são a cara do nosso país, ensolarado, de cores vibrantes e festivas. Garimpa madeira descartada e dela extrai um Brasil mestiço, do qual todos fazemos parte. A peça reúne homens e mulheres que interagem, marcam presença e buscam apoio um no outro, na construção da coletividade.

Guariguazi nasceu em Natal-RN e “naturalizou-se” paraibano há mais de duas décadas. Seu trabalho “A Santa Ceia”  foi destaque no III Salão de Artesanato realizado na Paraíba. O sucesso do artista popular e a participação em grandes feiras e eventos alavancou a presença de sua obra em outros países.

Para comprar esta peça (aprox. 60 cm altura), envie e-mail para babeldasartes@gmail.com

Hoje é Dia Nacional do Turismo

Alavancar o Turismo é uma das estratégias para o crescimento do Brasil. Trata-se de uma atividade que movimenta a economia gerando recursos e também é uma forma de preservar o Patrimônio Cultural de uma região, embora nem sempre se faça este aproveitamento de forma conveniente.

O centro de João Pessoa-PB é um exemplo. Com casario e ruas tombadas como Patrimônio Histórico passa por revitalização. Ainda assim há vários casarões que estão sem telhado, o que demonstra uma forma repugnante que os donos destes imóveis encontraram de comprometer as estruturas e acelar o processo de destruição do bem. O objetivo é que a casa caia e assim, possam vender o terreno. Providências poderiam ser tomadas a respeito, já que existe lei para denunciar isso e, sem este casario preservado, a função cultural e social do Patrimônio, incluindo o turismo, ficam comprometidas.

Como fazer turismo de uma maneira sustentável é a grande pergunta do momento em vários lugares do mundo. Até porque quando abordamos o turismo cultural e ecológico os recursos, sabemos, necessitam de investimento em preservação. Acreditamos que o Dia Nacional do Turismo pode ser usado para refletir sobre esta questão.

A Arte Popular também ganha com o desenvolvimento do Turismo. A Babel das Artes, que está no Mercado de Artesanato (lugar mais visitado pelos turistas (pesquisa 2010 Fecomércio), contribui neste sentido porque promove o trabalho de cooperativas e associações de artesãos e dos artistas locais, destacando as peculiaridades da  cultura local.

Para completar, é interessante saber que existem vários tipos de turismo. As informações foram garimpadas em estudos realizados na Espanha, onde o fluxo de turistas é de mais de 50 milhões de visitantes estrangeiros/ano. No Brasil, um país infinitamente maior do que a Espanha, este número está em pouco mais de 5 milhões/ano.

Sol e praia: é um dos tipos de Turismo mais explorados no Brasil, sobretudo no Nordeste uma região onde o sol marca presença o ano inteiro (abaixo, litoral de João Pessoa, foto de Gilberto Stuckert

Litoral de João Pessoa/PB

Ecoturismo: o Brasil investe neste tipo de turismo sobretudo pela vocação. Aqui temos potencial para sermos o primeiro destino do mundo: meio-ambiente propício para prática de todos os esportes, incluindo os náuticos.

Turismo cultural: não é um destino único, envolve outros destinos. João Pessoa, por exemplo, agrega turismo de sol e mar e cultural visto que sua área urbana central foi tombada como Patrimônio. O interior da Paraíba também tem destinos com este foco em função de suas manifestações culturais como o Maior São João do Mundo, Festa do Bode Rei, Roteiros do Frio (serras), Roteiros Civilização do Açúcar (visitas a engenhos e festivais de gastronomia com cachaça e rapadura), Festival de Cinema (Cineport e Aruanda), sítios arqueológicos como a Pedra do Ingá ou as pegadas de dinossauros, em Souza.

Turismo de negócios: Este tipo de turismo envolve visitantes que permanecem por curto período (normalmente para reuniões de trabalho). Este tipo de turista tem muito impacto na economia local pela alta capacidade de consumo do visitante. Nesta categoria também estão os turistas de feiras de negócios e de congressos científicos ou profissionais e os turistas que viajam como incentivo ou prêmio de empresas em que trabalham. Abaixo foto de Samuel G*zé.

Projeto Oscar Niemeyer - João Pessoa, PB

Estação das Artes e das Ciências Cabo Branc, João Pessoa-PB

Há também outros tipos de turismo: Turismo religioso, Turismo rural, Turismo de saúde e bem-estar, Turismo de terceira idade, Turismo de cruzeiros e ainda o turismo de parques temáticos como o Hopi Hari em São Paulo ou a Disney nos EUA.

Bento de Sumé é revelação em escultura em madeira

O artesanato da Paraíba se caracteriza pela variedade de materiais e técnicas utilizadas por talentosos artistas de diferentes partes do estado. No entanto, a cerâmica ganhou tanto destaque que acabou por ofuscar outras tipologias.

É o caso das esculturas de madeira de Bento, da cidade de Sumé. Sucesso de público, o trabalho de Bento de Sumé só recentemente foi incorporado ao acervo do museu de arte popular do Estado, sendo considerado a grande revelação na escultura em madeira da Paraíba.

Apesar da fama de santeiro, Bento de Sumé revelou que gosta mesmo é de fazer bichos. Alguns santos e aves que trouxemos para a loja logo foram vendidas: uma siriema enorme e um pequeno pavão — nem deu tempo de fotografar.

No último Salão de Artesanato, em João Pessoa, garimpamos a Santa Luzia e o São Pedro, que vieram se juntar a um Cristo Redentor que já estava na loja. Abaixo, algumas fotos das peças de Bento de Sumé.

São Pedro esculpido em madeira, por Bento de Sumé-PB

Detalhe São Pedro, por Bento de Sumé-PB

Perfil de Santa Luzia, escultura em madeira de Bento de Sumé-PB

Santa Luzia, escultura de Bento de Sumé-PB

Variedade na vitrine da Babel das Artes

Arte popular e artesanato - feitos à mão no Brasil - Arts and Crafts made in Brazil - Artesanias y manualidades

Todo dia tem novidades em peças feitas à mão exclusivas na Babel das Artes. Aproveite o ínício do ano para dar um upgrade em sua casa ou no seu guarda-roupa. A Babel das Artes também é uma ótima opção para dar presentes diferenciados. Visite todos os dias o blog e a loja virtual.

Tracunhaém/PE ganha Centro de Artesanato

Tracunhaém, na zona da Mata do Norte, em Pernambuco, é conhecida como cidade do barro e possuiu vários ateliês e oficinas. A cidade reinaugurou há poucos dias o Centro de Artesanato. O lugar deve se tornar um importante espaço para a geração de renda da população da cidade já que o espaço passou a contar com três galpões para produção e um para produção de barro, três fornos à lenha e um elétrico, além de sala de atendimento a clientes, dormitórios, rampas de acesso, cozinha e salas para exposição e vendas.

O Centro de Comercialização e Produção Artesanal foi reformado a partir de uma parceria entre as Secretarias de Desenvolvimento e Articulação Regional, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável da Zona da Mata (PROMATA), e de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.