Arquivo da tag: artesanato rio de janeiro

Cooperativa de artesanato da Rocinha tenta construir nova sede

copa-roca-cooperativa-rjEm um terreno de 170 metros quadrados, artesãs da Cooperativa de Artesãs da Favela da Rocinha (Coopa-Roca), zona sul do Rio de Janeiro, esperam construir um prédio de cinco andares, mas o sonho esbarrou no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Rio de Janeiro.
“A alegação é que o terreno está na área da Floresta da Tijuca. No entanto, todo o entorno já está verticalizado há muito tempo. Além disso, do outro lado da rua estão sendo construídos prédios com verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal. Há uma incoerência nesta decisão”, desabafa Maria Teresa Leal, a Tetê, coordenadora-executiva e idealizadora da cooperativa.
Criada em 1987, a Coopa-Roca abriu caminho com técnicas como o fuxico, crochê, bordado e patchwork. O trabalho inovador acabou chamando atenção e as artesãs fecharam parcerias comerciais importantes. Entre elas, a Osklen, grife carioca, e a paulista M Officer, cujo estilista, Carlos Miéle, doou o terreno para a cooperativa. As peças das artesãs já foram comercializadas para marcas como Paul Smith, da Inglaterra;, Ann Taylor, dos EUA; e Le Bon Marche, da França. Mas a moda não é o único foco do grupo. O talento delas também atraiu outros parceiros como o artista plástico Ernesto Neto e o designer holandês Tord Boontje.
Este diálogo com outras manifestações artísticas resultou em peças como uma luminária revestida de crochê de flores e figuras geométricas. Com esse trabalho, as artesãs fizeram parte de um grupo seleto de 42 designers fluminenses que, com o apoio do governo do Estado e Sebrae/RJ, participaram da exposição Rio + Design, em Milão (Itália), como parte do 48º Salone Del Mobile, maior evento de decoração do mundo e que foi realizado em abril deste ano.
Com a construção do novo prédio, que terá uma área construída de aproximadamente 1000 metros quadrados, também poderá ser retomado o projeto ‘Nova Geração’, para qualificar jovens da comunidade entre 16 e 18 anos. “A aceitação das nossas peças mostra que estamos no caminho certo. Temos um mundo de possibilidades e nossos planos incluem até vender produtos com a logomarca da Coopa-Roca”, planeja Tetê Leal.

Vote em nosso BLOG! É só clicar no selo e confirmar por e-mail!