Arquivo da tag: biojóia

Colar Divino Espírito Santo da novela Viver a Vida na vitrine Babel das Artes

Você já deve ter notado o colar da personagem Teresa, em Viver a Vida. Garimpamos uma biojoia idêntica e trouxemos para a vitrine da Babel das Artes. O colar é feito com a pomba, que representa o Divino Espírito Santo, colada sobre a pedra ônix.
A pomba e a corrente são folhadas a ouro. Este colar é simples e Divino — feito com carinho pra você.
Para ver mais detalhes visite a loja virtual no Elo 7 (clique no botão abaixo).

Anúncios

Confira nova coleção de bijuterias artesanais com algodão orgânico da Paraíba

A designer Mariana é Geógrafa e está concluindo o mestrado em Planejamento Urbano. Mesmo empenhada nos estudos não se afastou da produção de biojóias, sua grande paixão. Na maioria das peças, ela usa sementes da floresta associadas ao algodão orgânico da Paraíba. Sim, isto também é ecodesign. Confira abaixo algumas peças da coleção Verão 2010 que acabam de entrar na loja virtual Babel das Artes.

Colar longo - dread e fuxicos de algodão orgânico

Colar dread com mandala de sementes

Sementes com flores miúdas de crochê

Colar de jarina com flor de algodão orgânico

Colar de crochê tem algodão orgânico e jarina

Para conhecer a Loja Virtual Babel das Artes e ver os preços da coleção de biojoias clique no botão abaixo. Informações babeldasartes@gmail.com

Biojoia de marchetaria com madeira e mosaico de casca de ovo de avestruz

Colar marchetaria (madeira certificada)

Colar marchetaria (VENDIDO)

Colar de madeira com mosaico de casca de ovo de avestruz

Madeira com mosaico de casca de ovo de avestruz

Anel de madeira regulável

Anel de madeira regulável (VENDIDO)

Produzido em Rondônia, Norte do Brasil

Produzido em Rondônia, Norte do Brasil (VENDIDO)

Anel de madeira regulável

Biojoia com sobras de madeira (VENDIDO)

amostra-madeira

Mônica e Alex vivem em Porto Velho/RO. O casal produz biojóias com sementes, fibras, algodão e madeiras variadas. A madeira utilizada são sobras de marcenarias locais. Os colares custam R$ 45 e os anéis R$ 26. Para saber o custo do frete, envie e-mail com CEP para babeldasartes@gmail.com

Colar com Jarina, o marfim vegetal

A jarina é uma palmeira pequena que pode ser encontrada no norte da América do Sul, sobretudo na região amazônica. É conhecida também como “marfim vegetal” em português, “tagua” em espanhol, “ivory plant” em inglês e “Brasiliannische steinmüssee” em alemão. De crescimento lento, por anos não é possível ver seu tronco: aos dois metros de altura ela tem cerca de 40 anos. A palmeira é utilizada por populações locais na cobertura de casas, alimentação (do homem e de animais) e na confecção de cordas. A parte mais usada é a semente que depois de fatiada transforma-se em botões para roupas, porém seu uso já foi substituído pelo plástico. Hoje, com o aumento da demanda por produtos naturais — sobretudo depois da proibição do uso do marfim animal — a jarina voltou com força e diretamente ao mercado de luxo na composição de jóias, peças de xadrez, palhetas para instrumentos de sopro, teclas de piano e cabos de guarda-chuva.
A jarina é considerado atualmente a benfeitora do elefante africano pois substitui o uso do marfim do animal. Por serem tão semelhantes depois de polidos, alguns artesãos deixam um pouco da casca marrom nos seus produtos para provar que não usaram o marfim animal, proibido em todo o mundo.

Colar cerâmica com jarina: R$ 30 + frete

Para saber o custo do frete envie CEP para babeldasartes@gmail.com

Brincos com escamas de peixes fisgam mulheres

É difícil resistir aos delicados brincos da coleção de Cleide Cunha. Mesmo quem não compra na hora, costuma voltar para levar.

As pétalas de rosa são compostas de escamas de peixe coladas uma a uma manualmente. O trabalho artesanal é realizado por uma associação de mulheres orientadas pela designer, em Recife/PE.

Opções de cores: branco, amarelo, rosé e vermelho.

Tamanhos rosa (foto) e mini-rosa.

R$ 20 a unidade.

Para saber o valor do frete envie e-mail para babeldasartes@gmail.com