Arquivo da tag: capim dourado

Faixa de cabelo em macramê de cetim e brinco de capim dourado

Tiara em várias cores (preto, branco, colorido, mesclaro)

Em cetim dourado/marrom R$ 18 + frete

Brinco de capim dourado R$ 15

Brinco de capim dourado R$ 15

Tiara de macramê

Faixa + brinco = 2 pelo frete de 1

O macramê é uma técnica de tecelagem manual feita com nós. A técnica foi criada pelo povo árabe e se disseminou pelo mundo através dos espanhóis, sobretudo pelos marinheiros.

Nesta tiara, os nós foram feitos com fios de cetim, dando um charme especial para a peça. Um jeito transado de domar a cabeleira ou apenas para compor um visual mais despojado, sem perder a elegância.

A edição é limitada, mas ainda temos outras cores: preto, branco, verde, vermelho e mesclado.

Para saber o custo do frete, envie CEP para babeldasartes@gmail.com


Anúncios

Lá da terra do Capim Dourado

karlaKarla é de Palmas, no Tocantins. Ela vive no único estado em que nasce o Capim Dourado. Entrou na loja quando constatou que estávamos alertando as pessoas sobre os cortes irregulares e o furto do precioso vegetal.

O Capim Dourado só pode ser cortado de setembro a dezembro. Como ela mesma confirmou, ele corre o risco de extinção porque não há vigilância. Só mesmo a associação — de onde compramos — é controlada. Isso justifica porque os preços são mais altos. O custo é maior porque o objetivo é manter os trabalhadores no campo mesmo na entresafra. Só assim eles poderão se manter e preservar a espécie. É isso que chamamos de sustentabilidade, afinal, pra onde vai e do que vai viver este povo se o Capim Dourado acabar?

Tá dado o recado: se encontrar objetos de Capim Dourado muito barato, desconfie. Pode ser falsificado (sim, já existe o capim pirata) ou ser objeto de furto. Peça sempre o certificado da Associação.

Não é verdade, Karla?

Certificado de origem para o Capim dourado

capimdouradoOs artesãos da Região do Jalapão, em Tocantins, contam agora com mais uma ferramenta de apoio e incentivo para a valorização do artesanato em capim dourado e de quem o produz, com a criação da AREJA – Associação de Artesãos em Capim Dourado da Região do Jalapão.

A criação da AREJA tem por objetivo reunir as nove associações existentes na região, formando uma única que representará o artesanato produzido, estabelecendo um regulamento conjunto, visando principalmente à apresentação do pedido do Registro de Indicação Geográfica do Jalapão/Tocantins do artesanato em capim dourado ao INPI – Instituto Nacional da Propriedade Industrial, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, para análise e aprovação.

http://www.inpi.gov.br

Cabaça e papel machê pra coleção

ze1Nosso amigo Zé Luiz estava em Recife/Pe à trabalho e aproveitou pra fazer uma visita e conhecer a Babel das Artes em João Pessoa/PB.

Mal entrou e foi fisgado pela trupe de bonecos do artista paraibano Babá Santana. Ele e a esposa Ana Lúcia têm em casa uma linda coleção de bonecas artesanais. E o trabalho do Babá arrasou. Zé arrematou uma diva e não resistiu e levou também um palhaço pra casa.

Como a coleção é do casal, faltava escolher um presente pra Ana. Levou um par de brincos feito artesanalmente, com capim dourado. Chiquérrimo.

Zé, agora que já conhece o caminho, venha e traga a Ana contigo.

Bijuteria artesanal, of course

maraefilhaluizaDe férias em João Pessoa, a curitibana Mara veio na Babel das Artes em busca de presentes. Para auxiliá-la, trouxe a filhinha Luiza, que fez questão de levar várias peças para Miss Tath, sua professora de inglês. Luiza é pequena, mas sabe das coisas: escolheu bijoux de escama de peixe e brincos de capim dourado. Saíram com colares, tictacs pro cabelo e brincos, pra os parentes, amigos e presentes handmade para a teatcher, of course.

Ainda sobrou tempo pra posar pra fotografia — ficou linda!

Os acessórios de escama de peixe são da coleção de Cleide Cunha e foram confeccionados por uma associação de mulheres em Recife/PE sob a grife Flor do Mar. Os brincos de capim dourado são da designer Vânia Padilha.

Colar de capim dourado com miçangas

Este colar é a vedete da coleção de Vania Padilha. Ela moderniza e dá um toque colorido ao capim dourado salpicando flores e folhas de miçangas à peça. Acompanha par de brincos. Sucesso de vendas, garanta o seu.

R$ 48 + frete

Para saber custo do frete envie CEP para babeldasartes@gmail.com

Em busca do presente perfeito

Jaci e Islane são de Goiás, mas vivem em João Pessoa há um ano e meio. Entraram na Babel das Artes buscando um presente pra uma amiga goiana. Se deram bem. Viram os brincos e anéis feitos artesanalmente em Goiânia e amaram. Islane gostou tanto que Jaci lhe deu um par de brincos. E ela se deu um lindo anel, que não saiu mais do dedo. Ah, mas não esqueceram da  amiga, não. Além de um par de brincos da sua terrinha, ela ganhou um colar de capim dourado com cordão de miçangas e pedras, feitos por uma artista mineira. Um show.