Arquivo da tag: cerâmica

Exposição de bonecas de barro no RJ

O Vale do Jequitinhonha, no nordeste de Minas Gerais, é uma região importante no cenário da produção artesanal do país. Ali, o artesanato representa mais do que uma alternativa de subsistência. Da retirada da matéria-prima até a sua transformação em objeto, as artesãs lançam mão de um saber transmitido oralmente por suas avós, mães, tias e sogras. Memória coletiva essa que evoca relações simbólicas, que sustentam a história e tradição local.

No Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular acontece a exposição “Nos campos do Vale: cerâmica no Alto Jequitinhonha” e inclui também a venda das cerâmicas produzidas por artesãs das comunidades de Campo Alegre, Campo Buriti e Coqueiro Campo, situadas nos municípios de Minas Novas e Turmalina, integrantes do Alto Jequitinhonha, no nordeste de Minas Gerais vai até o dia 17 de julho.

CNFCP – Sala do Artista Popular
Rua do Catete, 179 (metrô Catete), Rio de Janeiro, RJ
Exposição e venda: terça a sexta-feira, das 11 às 18h ; sábados, domingos e feriados, das 15 às 18h

Anúncios

Tracunhaém/PE ganha Centro de Artesanato

Tracunhaém, na zona da Mata do Norte, em Pernambuco, é conhecida como cidade do barro e possuiu vários ateliês e oficinas. A cidade reinaugurou há poucos dias o Centro de Artesanato. O lugar deve se tornar um importante espaço para a geração de renda da população da cidade já que o espaço passou a contar com três galpões para produção e um para produção de barro, três fornos à lenha e um elétrico, além de sala de atendimento a clientes, dormitórios, rampas de acesso, cozinha e salas para exposição e vendas.

O Centro de Comercialização e Produção Artesanal foi reformado a partir de uma parceria entre as Secretarias de Desenvolvimento e Articulação Regional, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável da Zona da Mata (PROMATA), e de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Exposição cerâmica de Maragogipinho/BA no Rio de Janeiro

Ibá - conjunto de panela, bacia e sete pratos

Exposição e venda de cerâmica utilitária e decorativa de Maragogipinho, BA. São potes, porrões, talhas, panelas, pratos, moringas, alguidares, bois-bilhas, lajotas, incensadores, caqueiros (vasos para plantas), mealheiros (cofres para moedas), quartinhas e outros artefatos de mestres oleiros que, há mais de meio século, se dedicam à transformação do barro em objetos.

Feitos um a um, de diferentes tamanhos, decorados com tauá, o barro vermelho depurado, com refinado acabamento de textura lisa, e pintados com motivos florais em tabatinga, a argila branca, os objetos ultrapassam sua função utilitária para se constituírem, sobretudo, em peças decorativas.

Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular
Rua do Catete, 179 (metrô Catete), Rio de Janeiro, RJ
Sala do Artista Popular “Maragogipinho e a tradição do barro”
Inauguração: 10.12.2009, às 17h/até 17.01.2010
Exposição e venda: de terça a sexta-feira, das 11 às 18h
sábados, domingos e feriados, das 15 às 18h

Vale do Jequitinhonha ganha museu da cerâmica

Artesãos do Vale do Jequitinhonha criaram um museu para registrar e expor de forma permanente a história e a atualidade do artesanato em cerâmica na região. A iniciativa é da Associação dos Lavradores e Artesãos de Campo Alegre, que inaugurou no dia 3 o Centro Histórico de Artesanato.

No acervo estão panelas, botijas, potes, flores, animais e bonecas feitos com barro e moldados a partir de técnicas rudimentares. O artesanato feito pela nova geração também será exposto. A proposta é reunir as primeiras peças feitas pelos artesãos do lugarejo, manter vivo o ofício, mostrar o processo evolutivo do artesanato e ainda estimular o turismo na região.

Até a tinta que dá cor aos objetos é feita a partir do barro, que ganha tonalidades de rosa, marrom e vermelho, a partir da mistura com pedras da região. As matérias-primas são extraídas nos próprios quintais das artesãs.

Fonte: Sebrae

Coluna de Artesanato destaca cerâmica do Cariri

No Guia Cenário Cultural, a reportagem sobre o 10º Salão de Artesanato Paraibano (realizado no período junino em Campina Grande) destacou vários artistas que compõe a vitrine da Babel das Artes. A foto publicada foi da artista popular Lucineide Guilhermino, com a sua boneca de cerâmica do Cariri. Ela ganhou prêmios no Salão Nacional de Cerâmica de Curitiba em 2007 e 2008.

Outros trabalhos citados no texto são os santos de Bento de Sumé, as roupas bordadas da Coleção para Voar, da Cooperativa de Bordadeiras de Alagoa Nova (este ano, elas ganharam o prêmio Top 100 do Sebrae) e as cerâmicas bordadas das louceiras do bairro São José, em Cajazeiras.

Babel-das-artes-imprensa

Ceramista Fabio Smith no Guia Cenário Cultural

Na Paraíba, um dos expoentes da modelagem feita de barro é o ceramista Fabio Smith. Ele tem ateliê em Cabedelo, município próximo a João Pessoa. Entre suas obras, em 2008, o Poeta da Feira ganhou menção honrosa no Salão Nacional de Cerâmica, em Curitiba. Confira abaixo o perfil do artista popular na Edição Especial Namorados do Guia Cenário Cultural, distribuída em junho (clique na imagem para ampliar).

fabio-smith-perfil Peças de cerâmica regional de Fábio Smith podem ser encontradas no seu ateliê, na Vila do Artesão na praia de Jacumã (município do Conde, litoral sul) e na feira de artesanato de Cabedelo (litoral norte), às margens da “Praia do Jacaré”, onde há o pôr-do-sol ao Bolero de Ravel. Em breve suas peças também estarão na vitrine da Babel das Artes, em João Pessoa. Em Pernambuco, há peças do artista popular na loja Artes do Imaginário Brasileiro, em Olinda.

Vote em nosso BLOG! É só clicar no selo e confirmar por e-mail!


Nova peça de barro com pregos de Tê Cavalcanti

Tê Cavalcanti, premiada no Salão Nacional de Cerâmica do Museu Andersen, no Paraná, é também é um dos grandes nomes da arte popular da Paraíba.  Suas peças são, na maioria, representações femininas.

Abaixo, busto de barro com cabeça de pregos.

te-cavalcanti-busto-pregos

te-cavalcanti-cabeca-pregosB

te-cavalcanti-1

Para saber custo do frete envie e-mail babeldasartes@gmail.com