Arquivo da tag: cinema

Até dia 12 tem Festival de Cinema em João Pessoa/PB

O Festival Aruanda do Audiovisual Universitário Brasileiro – Fest-Aruanda colocou João Pessoa, a capital da Paraíba, em destaque no circuito do cinema universitário nacional. O festival deve exibir, durante uma semana, 80 horas de projeção de filmes e vídeos.

Festival Aruanda nasceu na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), após o sucesso do Prêmio Rodrigo Rocha de Vídeo Universitário, em 2003. Sendo instituída a premiação Troféu Aruanda e Troféu Rodrigo Rocha, uma homenagem ao jornalista e videasta paraibano, morto em 1996 quando participava de uma produção cinematográfica. Já o nome Aruanda, do filme que é o símbolo da tendência documental e caracteriza o cinema na Paraíba desde os anos 60. O festival é aberto à participação de estudantes universitários de todo o país, além de ex-alunos com produções realizadas durante o período letivo.

Em sua 5ª Edição, além da exibição de longas  tem Mostra Competitiva de Curtas Digitais, Seminários, Oficinas,. No primeiro dia, teve pré-estréia de “Lula, o filho do Brasil”. Confira aqui programação completa.

Os filmes são exibidos no Hotel Tropical Tambaú, na Praia de Tambaú. Entrada franca.

Anúncios

Festival Sesc João Pessoa homenageia o negro no cinema

Dia 20 de Novembro foi escolhido como “O dia da consciência Negra”, dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida em homenagem à Zumbi dos Palmares, líder do quilombo (local de refúgio dos escravos negros no Brasil) de mesmo nome, decapitado em 20 de Novembro de 1695, onde teve sua cabeça exposta na cidade de Recife. Em homenagem, o CineSesc faz alusão à Semana da Consciência Negra apresentando a mostra “O Negro é Lindo no Cinema”. A mostra (entrada gratuita) ocorre entre os dias 16 e 20 deste mês, nos horários das 12h e 19h, no Mini Auditório do Sesc Centro João Pessoa.

Programação:

Dia 16/11 – segunda-feira

12h – “A Negação do Brasil”

19h – “Cidade Baixa”

Dia 17/11 – terça-feira

12h – “Xica da Silva”

19h – “Macunaíma”

Dia 18/11 – quarta-feira

12h – “De Passagem”

19h – “Assédio”

Dia 19/11 – quinta-feira

12h – “Bahia de Todos os Santos”

19h – Curtas da Programadora Brasil “Polêmica”; Com que Roupa”, “Carolina” (personagem da obra antológica Quarto de Despejo ) e “Operação Morengueira”.

Dia 20/11 – sexta-feira / Reprise

12h – “Cidade Baixa”

19h – “Xica da Silva”

O Mini Auditório do SESC João Pessoa fica localizado na Rua Desembargador Souto Maior, nº 281, Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (83) 3208-3158

Projeta Brasil: filmes nacionais a R$ 2

projeta-brasilPois é, voltou o tempo em que o cinema era barato. Pelo menos no próximo  dia 9 de novembro, segunda-feira, terá um precinho mais camarada e inclusivo. Neste dia o Cinemark realizará  a 10ª edição do Projeta Brasil, no qual teremos um dia inteiro com os melhores filmes nacionais em todos os cinemas da rede por apenas R$ 2,00 o ingresso. Atitude louvável, pena que é só de vez em quando. Poderia ser pelo menos uma vez por semana…

Toda a renda será revertida para projetos ligados à indústria cinematográfica brasileira, como premiação de curtas-metragem, apoio a festivais, restauração de cópias, realização de campanhas e outros.

Mais informações:
http://www.cinemark.com.br/acao/projetabrasil.html

João Pessoa será cenário de filme angolano

O longa metragem “O Grande Kilapy”, do diretor angolano Zeze Gamboa, é uma co-produção internacional entre o Brasil, Portugal e Angola e será rodado a partir de outubro na capital paraibana.

Ramos e Ceiça estão no elenco de "Grande Kilapy"

Ramos e Ceiça estão no elenco de "Grande Kilapy"

“O Grande Kilapy”, com Lázaro Ramos e Maria Ceiça no elenco, terá cenas rodadas nos três países e cerca de 70% dessas filmagens serão feitas em João Pessoa.

A escolha da cidade como cenário para as gravações se deu devido à participação do produtor angolano Zeze Gamboa no último Cineport, realizado em junho, em João Pessoa. O diretor ficou surpreso com a semelhança da arquitetura histórica colonial da capital paraibana com a geografia da cidade de Luanda, capital da Angola, no período de 1965 a 1974, anos em que se passa o enredo do filme.

Fonte: Paraiba1

“Garapa” estimula debate sobre a fome e o direito à alimentação

garapaO jornal Folha de São Paulo promoveu na última segunda-feira (18) a pré-estreia do filme “Garapa”, de José Padilha, seguida de debate sobre a fome, que é o tema do documentário. O debate reuniu em São Paulo o diretor, o jornalista Gilberto Dimenstein e o ex-presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), Chico Menezes, diretor do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase).

Nesta terça-feira (19), o jornal O Globo também promove uma sessão seguida de debate. Quinta-feira (21) o documentário será exibido em Fortaleza, Ceará. No dia 26 (terça-feira), haverá a pré-estreia em Brasília, em sessão para 300 convidados. Na quinta (28), será a vez de Salvador.

O filme está promovendo a campanha nacional pela aprovação da Proposta de Emenda à Constituição, que inclui em direitos sociais o Direito Humano à Alimentação que ainda não existe na Constituição .

Garapa é a mistura de água com açúcar que as mães dão para as crianças para acalmar a fome. Saiba mais sobre o documentário “Garapa”.

Fonte: Assessoria de Comunicação Consea

Coco Chanel inspira criação de bolsas artesanais

Ela não só deu às mulheres do mundo o conforto do suéter folgado e dos sapatos baixos. Nossa maior aquisição foi o luxo discreto do pretinho básico (que circula elegante de festas de gala aos momentos de luto). O vestido-curinga marcaria o perfil da mulher moderna: elegante, profissional e feminina em qualquer situação. Em consequência, a francesa Gabrielle Bonheur Chanel, Coco Chanel (1883/1971), nos presenteou com a moda atemporal.

Coco Chanel influencia até hoje o consumo fashion, não apenas dos estilistas. É possível garimpar seu estilo até em peças de artesanato, como as bolsas artesanais que garimpamos — exclusivamente pra você — para a coleção de inverno da Babel das Artes. Neste caso, consumo consciente, já que a bolsa de fuxico é resultado do trabalho de uma ONG mineira.

bolsa com corrente estilo Chanel

Bolsa artesanal com corrente e fuxico -- estilo Chanel R$ 60+frete. Peça única.

Bolsa de trico com alça de corrente estilo Chanel

Bolsa de trico com alça de corrente estilo Chanel. R$ 60+frete. Peça única

Para saber custo do frete envie e-mail para babeldasartes@gmail.com

O filme  Coco Avant Chanel deve estréia no Brasil apenas no segundo semestre. Como estamos ansiosos para vê-lo, garimpamos o trailer no Youtube (está em francês). Dá uma olhadinha, vale a pena.

Estréia de documentário sobre Dorothy Stang

Hoje, 17 de abril, estréia nos cinemas de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belém, o documentário “Mataram Irmã Dorothy”. O título trata do brutal assassinato da freira americana Dorothy Stang, 73 anos, morta com seis tiros, em 2005, em Anapu, no interior do Pará.

Narrado pelo ator Wagner Moura, o filme revela bastidores do controvertido julgamento dos assassinatos da missionária americana, que teve novos desdobramentos na última terça-feira, quando a justiça anulou o caso e pediu a prisão de Vitalmiro Bastos, o Bida, apontado como suposto mandante do crime.

O longa-metragem, de 94 minutos, também investiga as razões da morte da freira, bem como sobre os verdadeiros mandantes do crime. Ano passado, “Mataram Irmã Dorothy” venceu o Prêmio do Público e Grande Prêmio do Júri no Festival South by Southwest; recebeu menção honrosa do júri no FIC Brasília; e participou das seleções oficiais do Festival do Rio e Mostra Internacional de São Paulo.

O documentário é dirigido pelo americano Daniel Junge.

fonte: CIMI – Conselho Indigenista Missionário