Arquivo da tag: Cultura

Frase do dia, por Vik Muniz

“A grande crise de relevância que a arte contemporânea atravessa hoje não é por falta de público, cultura ou interesse; é pelo preconceito conservador e paranóico de pessoas que vêem a cultura como um privilégio, e não como um direito”.

Entrevista completa com o artista visual Vik Muniz no G1

Anúncios

Rumo à II Conferência Nacional de Cultura

Cerca de 1,3 mil pessoas dos setores de Arte Digital, Dança, Arquitetura, Artes Visuais, Livro – leitura e literatura, Artesanato, Música, Moda, Circo, Teatro, Cultura Indígena, Patrimônio Material, Culturas Populares e Patrimônio Imaterial estarão reunidas em Brasília entre os dias 7 e 9 de março nas Pré-Conferências Setoriais para discutirem e votarem as propostas para a II Conferência Nacional de Cultura.

A abertura será no domingo, às 19h, no Museu Nacional Honestino Guimarães (Esplanada dos Ministérios), com a participação do ministro da Cultura, Juca Ferreira.

Sandra Vasconcelos, da Babel das Artes, é uma das delegada da sociedade civil que participa do evento propondo diretrizes para os planos setoriais de cultura, que integram o Plano Nacional de Cultura, em tramitação no Congresso Nacional.

Além das propostas, os delegados das Pré-Conferências Setoriais vão eleger seus representantes para compor o Conselho Nacional de Políticas Culturais (CNPC).

A finalidade do Conselho (com 46 titulares entre governo, segmentos artísticos e sociedade civil) é propor a formulação de políticas públicas e fiscalizar a execução do Plano Nacional de Cultura; estabelecer as diretrizes gerais para aplicação dos recursos do Fundo Nacional de Cultura; apoiar os acordos para a implantação do Sistema Nacional de Cultura.

Os nomes dos escolhidos para ocupar assento no CNPC devem ser anunciados durante a realização da II Conferência Nacional de Cultura.

Informações para a Imprensa: (61) 2024-2223, com Ismália Afonso, da Ascom SPC/MinC.

Hoje é Dia Nacional do Turismo

Alavancar o Turismo é uma das estratégias para o crescimento do Brasil. Trata-se de uma atividade que movimenta a economia gerando recursos e também é uma forma de preservar o Patrimônio Cultural de uma região, embora nem sempre se faça este aproveitamento de forma conveniente.

O centro de João Pessoa-PB é um exemplo. Com casario e ruas tombadas como Patrimônio Histórico passa por revitalização. Ainda assim há vários casarões que estão sem telhado, o que demonstra uma forma repugnante que os donos destes imóveis encontraram de comprometer as estruturas e acelar o processo de destruição do bem. O objetivo é que a casa caia e assim, possam vender o terreno. Providências poderiam ser tomadas a respeito, já que existe lei para denunciar isso e, sem este casario preservado, a função cultural e social do Patrimônio, incluindo o turismo, ficam comprometidas.

Como fazer turismo de uma maneira sustentável é a grande pergunta do momento em vários lugares do mundo. Até porque quando abordamos o turismo cultural e ecológico os recursos, sabemos, necessitam de investimento em preservação. Acreditamos que o Dia Nacional do Turismo pode ser usado para refletir sobre esta questão.

A Arte Popular também ganha com o desenvolvimento do Turismo. A Babel das Artes, que está no Mercado de Artesanato (lugar mais visitado pelos turistas (pesquisa 2010 Fecomércio), contribui neste sentido porque promove o trabalho de cooperativas e associações de artesãos e dos artistas locais, destacando as peculiaridades da  cultura local.

Para completar, é interessante saber que existem vários tipos de turismo. As informações foram garimpadas em estudos realizados na Espanha, onde o fluxo de turistas é de mais de 50 milhões de visitantes estrangeiros/ano. No Brasil, um país infinitamente maior do que a Espanha, este número está em pouco mais de 5 milhões/ano.

Sol e praia: é um dos tipos de Turismo mais explorados no Brasil, sobretudo no Nordeste uma região onde o sol marca presença o ano inteiro (abaixo, litoral de João Pessoa, foto de Gilberto Stuckert

Litoral de João Pessoa/PB

Ecoturismo: o Brasil investe neste tipo de turismo sobretudo pela vocação. Aqui temos potencial para sermos o primeiro destino do mundo: meio-ambiente propício para prática de todos os esportes, incluindo os náuticos.

Turismo cultural: não é um destino único, envolve outros destinos. João Pessoa, por exemplo, agrega turismo de sol e mar e cultural visto que sua área urbana central foi tombada como Patrimônio. O interior da Paraíba também tem destinos com este foco em função de suas manifestações culturais como o Maior São João do Mundo, Festa do Bode Rei, Roteiros do Frio (serras), Roteiros Civilização do Açúcar (visitas a engenhos e festivais de gastronomia com cachaça e rapadura), Festival de Cinema (Cineport e Aruanda), sítios arqueológicos como a Pedra do Ingá ou as pegadas de dinossauros, em Souza.

Turismo de negócios: Este tipo de turismo envolve visitantes que permanecem por curto período (normalmente para reuniões de trabalho). Este tipo de turista tem muito impacto na economia local pela alta capacidade de consumo do visitante. Nesta categoria também estão os turistas de feiras de negócios e de congressos científicos ou profissionais e os turistas que viajam como incentivo ou prêmio de empresas em que trabalham. Abaixo foto de Samuel G*zé.

Projeto Oscar Niemeyer - João Pessoa, PB

Estação das Artes e das Ciências Cabo Branc, João Pessoa-PB

Há também outros tipos de turismo: Turismo religioso, Turismo rural, Turismo de saúde e bem-estar, Turismo de terceira idade, Turismo de cruzeiros e ainda o turismo de parques temáticos como o Hopi Hari em São Paulo ou a Disney nos EUA.

Obras na BR101 trecho Nordeste revela sítios arqueológicos

O trecho nordestino da duplicação da BR101 revelou sítios arqueológicos importantes da a memória e cultura do País. Somente no trecho entre Natal/RN e Pernambuco/PE, onde a duplicação será concluída em 2010, foram localizados 142 sítios históricos e pré-históricos.

Centenas de sítios arqueológicos foram encontrados no trecho Nordeste da BR101

Os sítios históricos são locais de ocupação por parte dos colonizadores entre o ano de 1500 e o final do século XIX. Neles, o material encontrado é constituído por cerâmica, em grande parte de origem inglesa, e até por projéteis. Os pré-históricos são anteriores à chegada dos colonizadores.

Em Alagoas já foram localizados 25 sítios e ocorrências arqueológicas. Em Sergipe, oito. No estado da Bahia, as prospecções começarão em breve e, portanto, não houve qualquer registro.

Mais informações e crédito de foto DNIT

Encontro dos Povos Guarani da América do Sul

O Encontro dos Povos Guarani da América do Sul será na aldeia de Tekoha Añetete (foto), município de Diamante D’ Oeste, no Paraná, nos dias 13 e 14 de janeiro.

O evento contará com a participação de cerca de 800 indígenas Guarani do Brasil, da Bolívia, do Paraguai e da Argentina. O objetivo é fomentar uma nova perspectiva cultural que fortaleça a relação entre os povos e reduza a distância cultural entre essas populações e os não-índios. Além de contribuir para a reflexão da importância dos povos Guarani para a formação da cultura sul-americana.

A Comissão de Organização do Encontro dos Povos Guarani da América do Sul é composta por representantes da Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura (SID/MinC), por 15 lideranças Guarani do Brasil e do Paraguai e pelo antropólogo Rubem Almeida, coordenador do projeto, além de representantes da Itaipu Binacional, do Ministério da Cultura do Paraguai, da Prefeitura da Diamante D’Oeste e do Instituto Empreender, responsável pela produção executiva.

Clique e saiba mais sobre povos indígenas do Brasil.

Hoje tem I Encontro de Cocos do Nordeste

casal coco de Fabio Smith

O I Encontro de Cocos do Nordeste reúne mestres, cantadores, tocadores e dançadores de diversos municípios da Paraíba e Pernambuco, além de grupos convidados do Rio Grande do Norte, Ceará e Alagoas, será realizado em João Pessoa entre os dias 10 e 12 deste mês.

De quinta a sábado, a partir das 20h00 e no domingo, a partir da 16h00, os grupos se apresentam no Busto de Tamandaré e Praça Antenor Navarro. Palestras, debates, exposição de fotos, exibição de vídeos e apresentação pública dos grupos consta da pauta da programação do evento que acontece nas manhãs e tardes do dia 10/12 a 12/12, no Hotel Ouro Branco , em Tambaú.

Hoje é Dia Internacional Contra a Corrupção

Imagem: Muco - Museu da Corrupção

Indicadores de corrupção utilizados pelos principais institutos internacionais mostram que, nos últimos dez anos, o Brasil não conseguiu melhorar seu desempenho nesse quesito. Em algumas pesquisas, inclusive, a realidade brasileira piorou no período.

No Índice de Percepção da Corrupção divulgado anualmente pela ONG Transparência Internacional e considerado um dos principais indicadores, a nota do Brasil caiu de 4,1 em 1999 para 3,7 este ano.  O levantamento é feito com base na percepção de especialistas e empresários locais sobre o grau de corrupção na esfera pública de seu país. Pontuações abaixo de 5 indicam problemas sérios de corrupção.

Conheça o Muco – Museu da Corrupção (clique aqui)