Arquivo da tag: evento

Em João Pessoa-PB maratona comemora o Dia Internacional da Prostituta

Cartaz em comemoração ao Dia Internacional da Prostituta

Com slogan “Somos o que Somos” e chamada “Mulheres são iguais em qualquer profissão” o Dia Internacional da Prostituta é comemorado em João Pessoa, PB, com uma maratona denominada Corrida de Calcinha. A corrida reúne esportistas e tem 1500 metros de percurso.

O aspecto lúdico dá o tom do evento: os participantes correm “vestindo a própria cabeça” com uma calcinha e os prêmios são: um bode, três galinhas e duas cordas de caranguejos para o primeiro, segundo e terceiro colocados.

A largada acontece na Rua da Areia, no Centro Histórico. Shows musicais, teatro, dança, oficinas de arte educação e esporte, arrastão de grupos folclóricos das comunidades e mostra de Artes Visuais completam a programação.

A realização do evento é da Agência Ensaio e da Associação das Profissionais do Sexo da Paraíba. Segundo os realizadores, a data faz referência ao dia 2/6/1975 — ocupação da igreja de Saint-Nizier, em Lyon, na França quando 150 prostitutas protestaram e denunciaram a repressão e morte de colegas em função da discriminação.

O movimento conseguiu apoio da igreja e da população e o movimento foi ampliado para outras cidades como Marselha, Montpellier, Grenoble e Paris. O Dia Internacional da Prostitut é uma chamada defesa ao respeito ao trabalho destas mulheres e uma denúncia contra o preconceito, a discriminação e às arbitrariedades sofridas por estas profissionais do sexo.

Cartazes das edições anteriores dos eventos em comemoração ao Dia Internacional da Prostituta

Anúncios

Rio Patchwork Design – Contemporâneo

Vem aí a Rio Patchwork Design. Nesta edição, chamada Contemporâneo, estarão presentes 25 artistas do Brasil, Estados Unidos, França e Inglaterra apresentando trabalhos feitos com a técnica.

Segundo Zeca Medeiros, curador da mostra, a cada ano a técnica do patchwork ganha espaço em galerias e museus como o The National Quilt Museum, nos EUA, o Quilt Museum and Gallery, na Inglaterra, ou o Musée du Tissu Provençal Souleiado, na França.

No Brasil, o evento conta com palestras sobre estilo e oficina para iniciantes e também para os artistas que querem aprimorar a técnica. Boa oportunidade para adquirir matéria-prima e maquinários já que também uma feira com 45 estantes.

De 4 a 6 de Junho – Clube Monte Líbano – Avenida Borges de Medeiros, 701
Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio de Janeiro, RJ

Setor calçadista apóia punição para exploradores da natureza no Pará

Filme Mc Donald´s Inundada gera debate sobre Política e Arte

Na próxima quinta, dia 10, ocorre uma mesa-redonda Política da Arte, com exibição e debates sobre filme do grupo dinamarquês Superflex — McDonald´s Inundada — às 19h, na sala Aloísio Magalhães, Fundaj Derby.

O evento reúne os críticos e curadores Luis Camillo Osório (professor da PUC-RJ e curador do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro) e Jochen Volz (curador de Inhtotim e curador-adjunto da 53ª Bienal de Veneza, realizada em 2009), com mediação de Moacir dos Anjos, Coordenador de Artes Visuais da Diretoria de Cultura da Fundação Joaquim Nabuco, curador da 29ª Bienal de São Paulo e do programa Política da Arte.

McDonald’s Inundada está em cartaz até 20 de dezembro, na Galeria Vicente do Rego Monteiro, na Fundaj Derby, onde pode ser visto de terça a domingo, das 15h às 20h. O filme mostra o que o título sugere: uma lanchonete da McDonald’s sendo invadida por uma água que não se sabe de onde vem, até ficar completamente submersa, e busca evocar questões como globalização, homogeneização de hábitos culturais (em particular, alimentares), saúde pública, responsabilidades e efeitos do aquecimento global, controle midiático de gostos e do lazer, dentre outras.

Os trabalhos do grupo dinamarquês Superflex se destacam por questionar estruturas de poder, e já foram exibidos em diversas partes do mundo.

Africaxé: festival em João Pessoa celebra e promove cultura africana

O IV Festival Zumbi de Africaxé é misto de dança, música, teatro e capoeira. É também artes visuais, oficinas,  feira de artesanato e até espaço — tudo para celebrar a semana da consciência negra.

A festa mobilizará 400 profissionais e estima receber um público de 4.000 pessoas na Usina Cultuturral Energisa. A idéia do Africaxé é iniciativa do grupo Zumbi de Cultura Popular, liderado por Benedito dos Santos (Bené), mestre capoeirista e pesquisador da cultura popular e do Coletivo de Produção Cultural Vertiginosa. Ao entrar no festival, o participante maior de 18 anos poderá degustar à vontade o Africaxé, bebida a base de cachaça e ervas.

Oficinas de Pintura Corporal, Trançados Afro e Percussão R$ 10. Para se inscrever envie e-mail para festivaldeafricaxe@gmail.com com nome, endereço, celular, e-mail. O pagamento será feito no primeiro dia de oficina.

Africaxé: de 19 a 21 de novembro no espaço Cultural Energisa – Rua Juarez Távora, 243 – Torre, João Pessoa-PB, Tels. (83) 3221.5346 / 3221.6343

Ingressos R$7 antecipado ou R$10,00 na entrada
Meia cidadão 7 + 1kg de alimento NÃO PERECÍVEL (não é válido para compra antecipada).
Pacote para 3 dias de evento R$ 20,00 + 1KG de alimento não perecível (não é válido para compra antecipada)

Vai começar a Fliporto – Festa Literária Internacional de Porto de Galinhas/PE

fliportoA 5ª Festa Literária Internacional de Porto de Galinhas – Fliporto – ocorre de 5 a 8 de novembro nno litoral sul de Pernambuco. A programação está organizada em quatro dias de eventos, com debates literários, circuito gastronômico, sessões de cinema, shows públicos e atividades lúdicas para o público infantil.

A diversidade da Península Ibérica e suas influências vão nortear o evento, que contará com a participação do uruguaio Eduardo Galeano na conferência de abertura, além da portuguesa Inês Pedrosa, dos brasileiros Laurentino Gomes e Arnaldo Antunes, do angolano José Carlos Venâncio, do espanhol Ignácio Martínez de Pisón entre outros 30 autores.

O homenageado deste ano é João Cabral de Melo Neto, escritor pernambucano, falecido há dez anos.

Os ingressos da Fliporto 2009 podem ser adquiridos pelo site do evento. Cada palestra custa R$ 5,00 e o pacote de um dia é de R$ 15,00. O passaporte para toda a programação sai por R$ 50,00.

II Conferência Municipal de Cultura João Pessoa (II Comcult-JP)

A II Conferência Municipal de Cultura (II Comcult-JP) foi realizada na Estação Cabo Branco de 15 a 17 de outubro. Partiparam do evento centenas de pessoas da sociedade civil, gestores públicos e outras organizações vinculadas ao tema.

Claro que a Babel das Artes também esteve presente para dar seus pitacos: antes da Conferência, participamos ativamente no Fórum de Artes Visuais. Optamos em aprofundar, intervir e construir propostas dentro do Eixo I, sobre o tema Produção Simbólica e Diversidade Cultural com foco em produção de arte e de bens simbólicos, promoção de diálogos interculturais, formação no campo da cultura e democratização da informação.

Na Conferência, fizemos parte do Grupo de Trabalho I — um grupo interessante, dinâmico e atuante, com representantes de vários movimentos organizados, entre eles, deficientes auditivos, terreiro e religião afro, capoeira, movimento de mulheres, artistas de circo, de teatro e de dança, entre outros. Todo mundo contribuiu com o debate abordando diversos aspectos referentes ao tema.

Foi a nossa primeira experiência em uma Conferência. Exercer a cidadania — participando de um debate democrático — é bom demais, principalmente, quando as propostas são bem recebidas no Grupo e aprovadas no Plenário, como foi o nosso caso. Uma experiência enriquecedora. Sugiro que experimentem.

Os delegados eleitos (a cidade conseguiu eleger a cota máxima de 25 pessoas) agora vão tentar aprovar as demandas da cidade no Fórum Estadual, em dezembro, em Campina Grande. Em seguida, vem a Conferência Nacional, em Brasília.

Veja também a cobertura do evento no blog do artista Fred Willian.

Mesa de abertura

Mesa de abertura

Chico César, secretário de Cultura, dá boas-vindas ao plenário

Chico César, secretário de Cultura, dá boas-vindas ao plenário.

Grupo de Trabalho (GT) Eixo 1

Grupo de Trabalho discutiu produção simbólica e diversidade cultural

Final dos trabalhos no primeiro dia

Final dos trabalhos no primeiro dia

Segundo dia, diversidade e debate de propostas de todos os grupos

Segundo dia, debate e votação das propostas.

babeldasartes@gmail.com

Semana Vauthier no Brasil, em Recife/PE

vauthier-fundajA Fundação Joaquim Nabuco promove a Semana Vauthier no Brasil.  Uma homenagem ao engenheiro francês Louis-Léger Vauthier, que viveu no Recife de 1840 a 1846. Nesse período fez intervenções urbanísticas (sanitárias e arquitetônicas) como a construção de pontes, e prédios monumentais como o Teatro de Santa Isabel, um marco neoclássico.

A Semana Vauthier está inserida no âmbito das comemorações do Ano da França no Brasil, e constará de colóquio, exposição, lançamentos literários e um concerto erudito.

Em 19 de outubro, será inaugurada simultaneamente a Exposição Vauthier: um engenheiro de arte, ciência e ideias — documentada em  Catálogo bilíngue, assim como o lançamento do catálogo online de fontes de pesquisa sobre o engenheiro francês “Vauthier: fontes para o progresso, Pernambuco 1840-1846″  e do livroPonts et idées. Louis-Léger Vauthier, ingénier fouriériste au Brésil, Pernambouc (1840-1846)”.

19 a 22 de outubro. Veja os detalhes no site oficial.