Arquivo da tag: Guariguazi

Escultura de madeira é retrato da diversidade brasileira

Guariguazi de Lima Tavares é um artista singular. Ele faz totens que são a cara do nosso país, ensolarado, de cores vibrantes e festivas. Garimpa madeira descartada e dela extrai um Brasil mestiço, do qual todos fazemos parte. A peça reúne homens e mulheres que interagem, marcam presença e buscam apoio um no outro, na construção da coletividade.

Guariguazi nasceu em Natal-RN e “naturalizou-se” paraibano há mais de duas décadas. Seu trabalho “A Santa Ceia”  foi destaque no III Salão de Artesanato realizado na Paraíba. O sucesso do artista popular e a participação em grandes feiras e eventos alavancou a presença de sua obra em outros países.

Para comprar esta peça (aprox. 60 cm altura), envie e-mail para babeldasartes@gmail.com

Anúncios

Para Guariguazi, o cotidiano é de madeira e colorido

    De cabo de vassoura a palito de churrasco. Nas mãos de Guariguazi tudo vira gente.

Do cabo de vassoura ao palito de churrasco: nas mãos de Guariguazi tudo é "gente que estava aprisionada na madeira".

Sobras de madeira descartadas também são aproveitadas.

Sobras de madeira descartadas pela natureza também são aproveitadas. Nas suas peças, as pessoas sempre estão interagindo.

Guariguazi de Lima Tavares é muito querido por todos que o conhecem. Obcecado pelo trabalho, ele tem as mãos sempre calejadas e feridas pelo uso das facas para entalhar e esculpir as madeiras que encontra pelo caminho. Ele não pode ver um toquinho que fica ansioso “para libertar as pessoas que estão aprisionada ali dentro”, revela empolgado.

O talento e o universo de cores chamaram a atenção da curadoria da Fenneart (uma das maiores feiras de artesanato do país, realizada anualmente em Recife/PE). No ano passado, foi selecionado para disputar o prêmio de júri popular e teve lugar de honra no evento.

A Santa Ceia de madeira foi ícone do Salão de Artesanato da Paraíba

A Santa Ceia de Guariguazi

Aqui na Paraíba também tem reconhecimento.  Sua escultura “A Santa Ceia” foi o ícone na programação visual do Salão de Artesanato Paraibano, realizada anualmente em Campina Grande e João Pessoa. Ela estampou convites, banners e camisetas usadas por todos os artesãos da Paraíba.

A pedido da Babel das Artes, Guariguazi fez alguns jogadores de futebol. Veja o resultado abaixo. É interessante notar a reinterpretação de logotipo, inclusive de patrocinadores. Questionado sobre o por quê de não usar referência, retrucou: “isso vem mesmo é da minha cabeça”. Coisas de artista.

Até o futebol inspira o artesanato de madeira de Guariguazi

Até o futebol inspira o artesanato de madeira de Guariguazi

Para conhecer mais peças do artista popular Guariguazi (algumas delas são enormes), entre em contato por e-mail: babeldasartes@gmail.com

Artesanato é tema de pesquisa em Design de Moda

larissaedanubiaLarissa e Danúbia são universitárias, alunas do curso de Design de Moda da Unipê, em João Pessoa. Vieram ao Mercado de Artesanato atrás de referências e informação visual pra realizar um trabalho do curso.

Na Babel das Artes elas encontraram muito material pra sua pesquisa. Conheceram o batik do Catolé do Rocha, no sertão paraibano, as serigrafias e pinturas dos adolescentes do Projeto Jovem Artesão, da Fundação Joaquim Nabuco, no Recife; o trabalho do paraibano Guariguazi, que transforma qualquer pedaço de madeira em ultracoloridos personagens do nosso cotidiano e o circo itinerante feito de cabaças do Babá Santana. Também descobriram a arte ingênua de Analice Uchôa, as mulheres de barro da Lucineide Guilhermino, da Tê e da Mara Cavalcanti, os utilitários de cerâmica da Nevinha e do Tôta vindos de Itabaiana, as bolsas de chita da Cooperativa As Cabritas, de Boa Vista/PB e os pássaros e as cabeças do mestre da xilogravura José Altino, que ilustram camisetas feitas com algodão colorido da Paraíba. Se encantaram com o as peças em escama de peixe da Cleide Cunha, produzidas por uma associação de mulheres de Recife/PE. Larissa não resistiu e levou um anel da coleção pra dar de presente.

Meninas, queremos ver o resultado final da pesquisa. Com tanta inspiração, certamente será algo muito criativo.

Compras de artesanato ou visita surpresa?

belocimar1Bel e Ocimar são de São Paulo e escolheram João Pessoa para curtir as férias. O tempo todo ficaram lagarteando na praia de Cabo Branco, mas entre as atividades do ócio — criativo e restaurador — foram passear no Mercado de Artesanato, em Tambaú. Na Babel das Artes encontraram as peças do paraibano Guariguazi e também um lindo anel de pedra mineira. Tudo certo, pagamento ok, mas ela continuava a nos observar mais atentamente… “Será que te conheço de algum lugar”? Enfim, claro que sim! Sobraram abraços e pulinhos de alegria no meio da loja. Eles nem sabiam que a gente estava por aqui! A gente não se via há pelo menos 4 anos!!! Que bela surpresa.

Adoramos revê-los! Da próxima vez fiquem conosco!

Andanças pelo Brasil

elianeEliane é de Brasília/DF e adora viajar. Depois do passeio em João Pessoa ela seguiria viagem para conferir o cânion do Xingó, no Rio São Francisco, em Sergipe. Mais adiante partiria para um longo passeio na Chapada Diamantina, na Bahia. Ai ai, que inveja (do bem).

Da Babel das Artes ela levou bolsa e carteira da associação de mulheres do sertão da Paraíba, As Cabritas de Boa Vista,  feitas em macramê de chita. Também curtiu a lamparina pintada à mão da artista mineira Zulneide Abreu e também adquiriu uma peça do paraibano Guariguazi, que trabalha com escultura e pintura acrílica em madeira.

Valeu Eliane! Mande algumas fotos destas outras viajens pra gente publicar, ok?