Arquivo da tag: José Altino

Cordel e xilogravura encantam casal de São Paulo

omar+marinamadureiraDe férias na Paraíba, Omar e Marina estavam em busca de artesanato diferenciado. Na Babel das Artes os paulistanos elogiaram a diversidade das peças da loja, em especial das camisetas de algodão colorido ilustradas com desenhos do mestre paraibano de xilogravura José Altino. Não resistiram e levaram uma. Bela escolha. Omar também quis a Gramática Portuguesa, escrito em cordel pelo paraibanao Janduhi Dantas. O livro didático fez Osmar se lembrar do educador Paulo Freire.

Vote em nosso BLOG! É só clicar no selo e confirmar por e-mail!


Anúncios

Artesanato é tema de pesquisa em Design de Moda

larissaedanubiaLarissa e Danúbia são universitárias, alunas do curso de Design de Moda da Unipê, em João Pessoa. Vieram ao Mercado de Artesanato atrás de referências e informação visual pra realizar um trabalho do curso.

Na Babel das Artes elas encontraram muito material pra sua pesquisa. Conheceram o batik do Catolé do Rocha, no sertão paraibano, as serigrafias e pinturas dos adolescentes do Projeto Jovem Artesão, da Fundação Joaquim Nabuco, no Recife; o trabalho do paraibano Guariguazi, que transforma qualquer pedaço de madeira em ultracoloridos personagens do nosso cotidiano e o circo itinerante feito de cabaças do Babá Santana. Também descobriram a arte ingênua de Analice Uchôa, as mulheres de barro da Lucineide Guilhermino, da Tê e da Mara Cavalcanti, os utilitários de cerâmica da Nevinha e do Tôta vindos de Itabaiana, as bolsas de chita da Cooperativa As Cabritas, de Boa Vista/PB e os pássaros e as cabeças do mestre da xilogravura José Altino, que ilustram camisetas feitas com algodão colorido da Paraíba. Se encantaram com o as peças em escama de peixe da Cleide Cunha, produzidas por uma associação de mulheres de Recife/PE. Larissa não resistiu e levou um anel da coleção pra dar de presente.

Meninas, queremos ver o resultado final da pesquisa. Com tanta inspiração, certamente será algo muito criativo.

As xilogravuras de José Altino

“Sobre as folhas de papel sucedem-se cabeças planas, negras, iluminadas no interior pelas suaves impressões digitais da madeira que lhes serviu de matriz, recortadas pelo fundo branco, que nelas penetra pelos cabelos, pescoço, ombros e boca”.
Essa foi a sensação causada pela obra  de José Altino em Portugal, quando da sua exposição na cidade do Porto.

Mestre paraibano da xilogravura, há mais de 40 anos ele grava na madeira a poesia de seus desenhos. Abaixo você pode conferir um pouco dessa arte tão tradicional em alguns trabalhos de José Altino.

Onça do Miramar - R$150 (47cm X 32cm)

Onça do Miramar - 7/10 R$150 R$ 120 (30cm X 42cm)

Macunaima e Araçari-Banana - R$150 (42cm X 30cm)

Macunaima e Araçari-Banana - 5/10 R$150 R$ 120 (47cm X 32cm)

Rainha do Miramar e Araçari - R$150 (42cm X 30cm)

Rainha do Miramar e Araçari - 8/10 R$150 R$ 120 (42cm X 30cm)

Artesanato brasileiro e arte popular: uma paixão

nilzakido2A paulistana Nilza Kido é apaixonada  pela arte popular.
Na Babel das Artes ela se encantou com as esculturas de cerâmica de Tê Cavalcanti e com as bonecas de papel machê e cabaça de Babá Santana, dois expoentes artistas paraibanos.
Levou um anjo deitado da Tê e uma diva do Babá. De quebra, duas camisetas de algodão colorido da Paraíba, 100% orgânico, uma pra ela e outra para a mãe. A dela leva desenho assinado pelo mestre da xilogravura José Altino.

Ah! A boneca que a Nilza segura na foto não é a que comprou. Assim que chegar em São Paulo, ela vai pedir a peça pela internet e vamos despachar via Correios. Não é, Nilza?

As gravuras do mestre José Altino

josealtino2

josealtinoJosé Altino retrata em suas gravuras elementos da cultura popular, buscando referências na literatura de cordel, no universo rural e no imaginário da cultura nordestina. As figuras são impressas na técnica de xilogravura, modalidade artística que usa a madeira como suporte de impressão.

No 9º Salão de Artesanato Paraibano, José Altino está expondo originais e reproduções em impressões a laser. Ele reclama que as indústrias não estão mais fabricando as tintas coloridas, obrigando-o a se reinventar. Assim, suas obras são escaneadas, impressas (em edição limitada, como na xilo) e assinadas. A vantagem é que os preços ficam mais acessíveis. Assim, é possível ter acesso ao seu trabalho a partir de R$ 50. No caso de um original, o valor pode ultrapassar R$ 800.

Para adquirir obras do mestre José Altino entre em contato com babeldasartes@gmail.com