Arquivo da tag: Rio de Janeiro

Cristo Redentor é tombado como patrimônio nacional

O cartão-postal carioca de 38 metros foi inaugurado em 12 de outubro de 1931. Hoje foi tombado definitivamente como patrimônio nacional. O aviso do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) foi publicado nesta quinta-feira no “Diário Oficial da União”.

A estátua construída no Corcovado, no Estado do Rio, foi eleita uma das sete novas maravilhas do mundo moderno, em votação realizada pela internet e por mensagens de celular, organizada por uma fundação da Suíça. Os vencedores foram apresentados em uma cerimônia realizada no dia 7 de julho de 2007, no Estádio da Luz, em Lisboa, Portugal.

Fonte: Agência Brasil

Anúncios

Fotomontagem faz Cristo Redentor virar foguete

A matéria “O Brasil decola” está no The Economist.  É bacana, cheia de elogios, do tipo:  “ao contrário da China, o Brasil é uma democracia. Ao contrário da Índia, ela não tem os insurgentes, não houve conflitos étnicos e religiosos, nem vizinhos hostis. Ao contrário da Rússia, que exporta mais petróleo e armas, o Brasil trata de investidores estrangeiros com respeito (…) Em suma, esta ascenção foi simbolicamente marcada no mês passado pela atribuição dos Jogos Olímpicos de 2016 para o Rio de Janeiro, dois anos antes, o Brasil sediará a Copa do Mundo de futebol”.

Bem, a fotomontagem está “bem-feitinha”, no entanto achamos horrorosa!

Emocione-se: o Rio de Janeiro foi eleito para a Olimpíada de 2016

O Comitê Olímpico Internacional decidiu nesta sexta-feira, em Copenhague, que a cidade-sede dos Jogos de 2016 será o Rio de Janeiro. A cidade maravilhosa concorreu com Chicago, Madri e Tóquio. Essa é a primeira vez que um país da América do Sul vai receber os Jogos Olímpicos.

Estima-se que na campanha foram investidos mais de 100 milhões, boa parte do valor foi gasto sem licitação e até com consultorias internacionais. O Rio ganhou a dianteira por ter realizado os Jogos Pan-Americanos. Claro que isso lembra também orçamento estourado e  promessas não cumpridas — como a expansão do metrô e a despoluição da Baía de Guanabara, entre obras que restaram que são verdadeiros elefantes brancos.

Desta vez, as promessas incluem um novo sistema de transporte rápido interligando as regiões dos Jogos, a reforma da zona portuária e do aeroporto internacional, o aumento da oferta de acomodação, e, outra vez, a limpeza da baía e das lagoas da cidade.

Segundo a agência Reuters, a previsão é de que sejam investidos 28,8 bilhões de reais, dos quais quase 25 bilhões provenientes dos cofres públicos (lembrando que o Comitê Olímpico Brasileiro – COB é uma entidade de direito privado). Segundo as autoridades, boa parte das obras está prevista para ser executada independentemente da realização dos Jogos, algumas para a Copa do Mundo de 2014 que será realizada no Brasil.

Como apaixonados, vamos torcer para que o investimento traga mais qualidade de vida ao cidadão carioca!

Vendo o vídeo, dá pra saber porque o Rio foi eleito. É para emocionar!

RJ concorre a “Melhor destino gay do mundo”

campanha-melhor-destino-gay-rj Recentemente a revista Forbes divulgou o novo título que o Rio de Janeiro ganhou. Agora, “A cidade mais feliz do mundo” está concorrendo ao prêmio de “Melhor destino gay do mundo”.

O concurso promovido pelo canal Logo, da MTV americana, leva em conta a beleza natural, culto ao corpo e o jeito amigável e simpático de ser da cidade.

A cidade maravilhosa foi uma das escolhidas por jornalistas e especialistas em turismo para esse público. Outras cinco cidades disputam o primeiro lugar com o Rio de Janeiro: Buenos Aires, Montreal, Sidney, Londres e Barcelona.

Participe da campanha. Acesse o site: www.tripoutgaytravel.com/awards

A dica é do Circolare Vírgula

Cooperativa de artesanato da Rocinha tenta construir nova sede

copa-roca-cooperativa-rjEm um terreno de 170 metros quadrados, artesãs da Cooperativa de Artesãs da Favela da Rocinha (Coopa-Roca), zona sul do Rio de Janeiro, esperam construir um prédio de cinco andares, mas o sonho esbarrou no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Rio de Janeiro.
“A alegação é que o terreno está na área da Floresta da Tijuca. No entanto, todo o entorno já está verticalizado há muito tempo. Além disso, do outro lado da rua estão sendo construídos prédios com verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal. Há uma incoerência nesta decisão”, desabafa Maria Teresa Leal, a Tetê, coordenadora-executiva e idealizadora da cooperativa.
Criada em 1987, a Coopa-Roca abriu caminho com técnicas como o fuxico, crochê, bordado e patchwork. O trabalho inovador acabou chamando atenção e as artesãs fecharam parcerias comerciais importantes. Entre elas, a Osklen, grife carioca, e a paulista M Officer, cujo estilista, Carlos Miéle, doou o terreno para a cooperativa. As peças das artesãs já foram comercializadas para marcas como Paul Smith, da Inglaterra;, Ann Taylor, dos EUA; e Le Bon Marche, da França. Mas a moda não é o único foco do grupo. O talento delas também atraiu outros parceiros como o artista plástico Ernesto Neto e o designer holandês Tord Boontje.
Este diálogo com outras manifestações artísticas resultou em peças como uma luminária revestida de crochê de flores e figuras geométricas. Com esse trabalho, as artesãs fizeram parte de um grupo seleto de 42 designers fluminenses que, com o apoio do governo do Estado e Sebrae/RJ, participaram da exposição Rio + Design, em Milão (Itália), como parte do 48º Salone Del Mobile, maior evento de decoração do mundo e que foi realizado em abril deste ano.
Com a construção do novo prédio, que terá uma área construída de aproximadamente 1000 metros quadrados, também poderá ser retomado o projeto ‘Nova Geração’, para qualificar jovens da comunidade entre 16 e 18 anos. “A aceitação das nossas peças mostra que estamos no caminho certo. Temos um mundo de possibilidades e nossos planos incluem até vender produtos com a logomarca da Coopa-Roca”, planeja Tetê Leal.

Vote em nosso BLOG! É só clicar no selo e confirmar por e-mail!


Lambe-lambe: de guardião da memória a patrimônio cultural

Lambe-lambe: cronista visual da sociedade

Lambe-lambe: cronista visual da sociedade

Qual família não tem em casa alguns “monóculos” — pequenos cilindros de plástico onde a foto em miniatura era visualizada contra a luz? E quem nunca viu no álbum de algum parente aquelas fotos nos bancos das praças, de namorados e até mesmo crianças montadas em algum cavalinho ou burrico?

Belo Horizonte/MG aguarda aprovação para que os lambe-lambes tornem-se patrimônio imaterial do município. No Rio de Janeiro o Iphan concedeu o título em 2005.

Segundo o museólogo e pesquisador Abílio Afonso da Águeda, que defendeu tese de doutorado em 2008 na Universidade Estadual do Rio de Janeiro intitulada “O fotógrafo lambe-lambe: guardião da memória e cronista visual de uma comunidade”, o reconhecimento do ofício ajuda a preservar a técnica e ainda dá aos profissionais o status de atração cultural. Ele explica que em Cuba, por exemplo, os fotógrafos de jardins são muito procurados por turistas. Assim, defende a inserção dos lambe-lambe como prática cultural no mercado turístico das cidades.

Foto: overmundo.

Caleidoscópio Cultural Brasileiro é tema do Fashion Rio

ilustração de J. Victtor

ilustração de J. Victtor

Começa neste domingo 11/01 o 14º Fashion Rio, no Marina da Glória. O tema esta temporada é Caleidoscópio Cultural Brasileiro e vai homenagear um dos lugares mais tradicionais do Rio de Janeiro: o bairro e arcos da Lapa. Escolhido por ser um paralelo entre o antigo e moderno, erudito e popular e que mais representa a miscigenação de culturas que existe na cidade maravilhosa. Além de ser símbolo da boemia carioca, o local é famoso pela arquitetura, pela Rua dos Arcos e a escadaria de Selarón, visitada até por Michel Jackson.

Fonte: brpress